O líder do PMDB na Câ­mara, deputado Baleia Rossi (SP), afirmou nesta terça-fei­ra, 5, que a executiva nacio­nal do partido já tem maioria para aprovar o fechamento de questão a favor da reforma da Previdência. A decisão deve ser tomada durante reunião da executiva que será marca­da pelo presidente nacional da sigla, senador Romero Jucá (RR), até esta quinta-feira, 7.

Após consultar os deputados do PMDB, Rossi afirmou que a maioria da bancada do partido na Câmara, a maioria da Casa, com 60 deputados, é a favor da reforma. Por esse motivo, disse, ele encaminhará à executiva na­cional pedido para o fechamento de questão. “A bancada vai enca­minhar. Agora é só a executiva deliberar”, disse.

Questionado se a execu­tiva deve acatar o pedido, ele respondeu: “Acredito que o PMDB já tem maioria para a executiva nacional deliberar sobre o fechamento.”

Como mostraram na se­gunda-feira o jornal O Estado de S. Paulo e o Broadcast, o presidente Michel Temer traba­lha para que, pelo menos, seis partidos – PMDB, PSDB, PP, DEM, PRB e PTB – que reúnem 219 deputados, fechem questão a favor da reforma. A maioria dos partidos, contudo, consi­dera que isso só será possível se o PMDB, partido de Temer, e o PSDB tomarem a dianteira. O PSDB já marcou reunião para esta quarta-feira, 6, para decidir sobre o tema.

Jucá, por sua vez, deve mar­car a reunião da executiva na­cional do PMDB nesta quarta­-feira, quando chega ao Brasil, após viagem em missão oficial à China. O encontro da direção do partido pode acontecer já na quarta ou na quinta-feira.

Base aliada – O presidente nacional do PP, senador Ciro No­gueira (PI), afirmou que aguarda a definição da data da votação da reforma da Previdência no ple­nário da Câmara dos Deputados para decidir sobre o fechamento de questão a favor da proposta.

Em nota, o parlamentar piauiense disse que irá defen­der o fechamento de questão, pois a aprovação da reforma é “imprescindível” para o Bra­sil. O PP tem a segunda maior bancada, com 46 deputados, empatado com PSDB.

“Diante das discussões acer­ca da PEC 287/2016 (reforma da Previdência), o Progressistas esclarece que aguarda a decisão do Governo de pautar o texto para votação no Plenário da Câmara do Deputados. Após definição do Governo, a Presi­dência do partido irá reunir a bancada para defender fecha­mento de questão para votação da Reforma, cuja aprovação é imprescindível para o País”, disse Nogueira na nota.

Comentários