OS CAMINHOS DO SUCESSO
Em tempos de Copa do Mundo é apropriado falar de algumas curiosidades. No futebol e em qualquer setor da vida, muitos profissionais consagrados iniciaram sua trajetória vitoriosa por acaso. Já contei aqui a história de Luís Pereira, consagrado zagueiro do Palmeiras e Seleção Brasileira. Era funcionário da GM e disputava o campeonato amador em São Bernardo do Campo como centroavante. Num dia de folga, acompanhou dois amigos que jogavam no São Bento de Sorocaba e lá foi convidado para completar o time reserva porque um zaguei­ro havia faltado. Durante um bom tempo, no São Bento e no Palmeiras, seu nome era Luís Chevrolet, referência à empresa que ele trabalhava em São Bernardo.

Hora certa…
Luís Pereira não brilhou somente no Palmeiras e Seleção Bra­sileira, passou com sucesso também pelo Atlético de Madrid, onde conquistou o campeonato espanhol e a Copa da Espa­nha. O pontapé inicial na carreira vitoriosa de outro zagueiro também foi assim. A seleção Brasileira treinava em Goiânia para um amistoso e faltou um zagueiro. O jovem Renato Sil­va, da equipe de juniores do Goiás, foi convidado para com­pletar os reservas. Ganhou notoriedade com uma boa atua­ção, acabou defendendo grandes clubes em São Paulo e foi titular nos quatro grandes times do Rio de Janeiro.

Lugar certo…
Quem comemora o fato de estar no lugar certo, na hora certa, há 15 anos, é Filipe Luís. Ele estava em Jaraguá do Sul, sua ci­dade natal, onde o Figueirense foi fazer uma pré-temporada. Num dos treinos faltou o lateral esquerdo e o garoto Filipe Luís foi chamado para preencher a vaga. Atuou tão bem que foi levado para a equipe de base do Figueirense, profissiona­lizou-se e foi vendido para o Ajax da Holanda. Hoje é um dos melhores do mundo na sua posição e está na seleção de Tite que vai disputar a Copa do Mundo na Rússia. Não é regra, o êxito depende do talento, mas mostra que os caminhos do sucesso são surpreendentes. É preciso ficar atento.

Comentários