Uma criança de apenas um ano de idade morreu após ter sido diagnosticada com ‘pneumonia leve’ durante atendimento no Hospital Materno Infantil Sinhá Junqueira, em Ribeirão Preto. A família alega que houve erro médico. O caso, ocorrido na terça-feira (6), está sendo investigado pela Polícia Civil.

Segundo o pai de Isabella da Costa Dominiciano, Olímpio Dominiciano Filho, a criança apresentava um quadro febril quando foi atendida e a família foi informada pela equipe de que estava com uma ‘pneumonia leve’. Ela teria sido medicada como antibiótico amoxilina, e 24 horas após, passou a presentar um quadro de vômito, prostração, cansaço e inchaço no abdome, o que requereu sua internação na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) do hospital, onde morreu.

De acordo com familiares, não foi feito exame necroscópico para a verificação causa da morte, isto porque o hospital já teria emitido declaração de óbito como morte natural para sepultamento, sem investigação por parte da Polícia Civil.

O pai relatou que chegou a apresentar um exame para o hospital relatando que a criança havia sofrido uma infecção dezembro passado e que a menina havia teria apresentado boa evolução com outro antibiótico, a cefalexina.

Um boletim de ocorrência (BO) foi registrado na CPJ (Central de Polícia Judiciária) da rua Duque de Caxias como morte natural.

O Hospital Materno Infantil Sinhá Junqueira informou que abriu sindicância interna para apurar os fatos.

Foto: Divulgação