O grupo do GAEMA, liderado pelos promotores Guilherme Chaves Nascimento (primeiro à esquerda) e Cláudia Maria Lico HabibTofano (5ª da esquerda para a direita) teve a iniciativa dacampanha de educação ambiental

Uma campanha de educa­ção ambiental de iniciativa do Ministério Público Estadual (MPE) em Ribeirão Preto, por meio do Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente (Gaema), deverá ganhar atenção especial da mídia nos próximos meses. Trata-se do “Meu Ambiente”. A ideia surgiu após uma au­diência pública realizada em Ribeirão Preto em abril de 2016 com a participação de órgãos e instituições ambien­tais, além da sociedade civil.

Na audiência, os represen­tantes ambientais elegeram o tema educação ambiental, voltada ao saneamento, para ser desenvolvido através de políticas públicas. Segundo a promotora Cláudia Maria Lico Habib Tofano, a partir da audiência foram realiza­das, posteriormente, várias reuniões no Gaema com ór­gãos ambientais, Secretaria Estadual do Meio Ambiente, prefeitura de Ribeirão Preto e sociedade civil.

Os envolvidos entenderam que uma ampla campanha publicitária seria necessária para conscientizar a popula­ção a agir adequadamente em relação aos resíduos sólidos. “O intuito é realizar a divul­gação da campanha através de jornal, rádios, revistas, outdoors, pe­riódicos e TVs, entre outros”, explica a promotora. Segundo ela, a campanha que “aborda resíduos, água, quei­madas, vegetação e fauna, é conscientizar a população para que tenha condutas ambiental­mente adequadas, que não de­gradem o meio ambiente”.

MEU AMBIENTE
Os alunos do curso de Pu­blicidade e Propaganda do Centro Universitário Moura Lacerda foram os respon­sáveis pela campanha ‘Meu Ambiente’. O tema resíduos será o primeiro, e os demais virão na sequência.

A COORDENADORA da Agenda Ambiental do Moura Lacerda e vice-presidente do Comitê da Bacia do Pardo, professora Marisa Heredia, participou efetivamente do projeto

A coordenadora da Agenda Ambiental do Moura Lacerda e vice-presidente do Comitê da Bacia do Pardo, professo­ra Marisa Heredia, participou efetivamente do projeto, sendo uma das interlocutoras entre a comissão e a Faculdade. A professora classificou a união de esforços interinstitucionais em “uma rara parceria”. Here­dia afirmou que a campanha desenvolvida pelos estudan­tes da Faculdade cumprem um dos objetivos da Agenda Ambiental do Moura Lacer­da “no sentido de promover ações internas e externas à instituição, que visem a sensi­bilização de pessoas e, conse­quentemente, envolvimento na tomada de decisões, em busca de soluções relativa aos problemas ambientais”.

CARMEM JUSTO, coordenadora do curso de Publicidade e Propaganda do Centro Universitário Moura Lacerda: engajamento dos estudantes foi dentro do projeto Publicitários

A coordenadora do curso de Publicidade e Propagan­da do Centro Universitário Moura Lacerda, professora Carmem Justo, explicou que o engajamento dos estudos foi dentro de um projeto de ex­tensão universitária, denomi­nado Publicitários Solidários. “Neste projeto, os estudantes são estimulados a realizar trabalhos sociais diferentes frentes de cidadania”, explica. Diretamente sobre a campa­nha realizada ao MPE/GAE­MA, Carmem Justo disse que todo o processo demorou um ano e meio e foi desenvolvido de maneira acadêmica. “Ano passado os alunos do quarto período, orientados pelo pro­fessor Fernando Mello, parti­ciparam de todo o processo, como recepção do brieffing, conhecimento específico com palestra com a professora Marisa Heredia e tempo de pesquisa. Depois as primei­ras propostas surgiram. A partir das apresentações uma triagem foi realizada e um foi eleito para ser apresentado ao MPE”, explicou.

TODO O PROCESSO foi de maneira voluntária, segundo o professor Fernando Mello

Com a apresentação e aprovação, os trabalhos co­meçarão a ser vinculados de maneira participativa, ou seja, com a colaboração dos veículos de comunicação. “Todo o processo foi de ma­neira voluntária. Agora o pas­so é encontrar parceiros para que possamos dar os passos seguintes”, explica o professor Fernando Mello.”As ativida­des de responsabilidade so­cioambiental do Moura La­cerda têm sempre um duplo papel: são benefícios para a comunidade e processos educativos e de aplicação prática para nossos alunos”, finaliza Mello.

A primeira campanha se refere a resíduos sólidos (en­tulho). Posteriormente serão abordados os temas: água, queimadas, vegetação e fau­na. O jornal Tribuna Ribeirão divulga­rá em suas páginas a campa­nha ‘Meu Ambiente’.

PEÇAS PUBLICITÁRIAS que serão veiculadas pela mídia imprensa. Jornal Tribuna aderiu à campanha

 

Comentários