Brasil | São Paulo | Ribeirão Preto,


 

Histórias de dois gênios da dança – Tribuna Ribeirão

Tribuna Ribeirão

Menu

Histórias de dois gênios da dança

O Teatro Municipal de Ri­beirão Preto será o palco de um grande espetáculo no próximo final de semana, quando “Isa­dora Duncan e Nijinsky – A re­volução da dança”, com Roberto Cordovani, Ruben Gabira e a participação especial de Victor Rodrigues, vai estrear na cidade. As apresentações serão às 20 ho­ras de sábado, 22 de julho, e às 19 horas de domingo (23). O espa­ço cultural fica na praça Alto do São Bento s/nº, no Jardim Mos­teiro. Informações pelo telefone (16) 3625-6841. Os ingressos custam R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia) até dia quinta-feira (20).

Depois os preços sobem para R$ 80 (inteira) e R$ 40 – meia-entrada para estudantes e professores de escolas públicas e particulares (mediante apresen­tação de documento comproba­tório como carteirinha da insti­tuição, boleto de mensalidade ou holerite), aposentados (com documento específico) e idosos acima de 60 anos (com cédula de identidade, o RG). Estão à venda no guichê do teatro e no site do Mega Bilheteria (www. megabilheteria.com).

A montagem está baseada na autobiografia da bailarina Isadora Duncan (1877-1927) e no “Diário de Nijinsky” – biografia escrita pela es­posa do bailarino Vaslav Ni­jinsky (1889-1950), Romola Nijinsky –, salientando os acontecimentos mais inu­sitados da vida destes dois gênios da dança universal. Embora tenham sido con­temporâneos, nunca dança­ram juntos ou conversaram. Mas as suas trajetórias, seus ensinamentos e a indignação da vida comum faz com que estas personagens acabem se entrelaçando, oferecendo, as­sim, um espetáculo altamen­te emocionante.

O espetáculo fez longa temporada na Europa – Espa­nha (Galícia) e Portugal, em 1998 e 2008), além de abrir o Festival de La Paz (Bolívia) em 2000. Na montagem de 2017, incorporou-se Ruben Gabira e seu inquietante Ni­jinsky, sendo assim neste for­mato a estreia mundial.

Roberto Cordovani (Isadora Duncan)
O ator Roverto Cordo­vani, que interpreta o escra­vocrata Sebastião Quirino na novela “Novo mundo” da Rede Globo, já recebeu os prêmios de melhor ator de teatro em Londres, Madri, Santiago de Compostela e do Festival Internacional de Teatro de Edimburgo, entre outros. Na Inglaterra concor­reu com Jeremy Irons e John Malkovich e foi premiado pelo papel que ele escreveu, dirigiu e estrelou em “Olha­res de perfil –O mito de Greta Garbo”, quando interpretou a protagonista. Há 30 anos ra­dicado na Europa, Cordovani conquistou, sempre falando em português, os principais prêmios europeus. Partici­pou de grandes temporadas em nove países e 320 cidades europeias.

Estrelou ainda “Eva Pe­rón, o espetáculo”, “Dr.Jekyll e Mr.Hyde”, “Orlando”, “Amar, verbo intransitivo”, “As bruxas de Salém”, “O milagre de Anne Sullivan”, “Os efeitos dos raios gama nas margaridas do cam­po”, “O quarto de Giovanni”, “A paixão segundo Nelson” e mais de 50 produções. É proprietário do Teatro Arte Li­vre, na Galícia, e autor do livro “Teatro Brasileiro na Galiza”. A convite de Vinicius Coim­bra, diretor artístico de “Novo Mundo”, integra o elenco da emissora no papel do vilão Se­bastião Quirino.

Ruben Gabira (Vaslav Nijinsky)
Protagonista do musical “Priscilla – A rainha do de­serto”, pelo qual foi indica­do ao Prêmio Bibi Ferreira de Teatro Musical. Formado como ator pela Contemporâ­nea Escola de Teatro de São Paulo e como bailarino, fre­quentou a Escola Municipal de Bailados de São Paulo e do Rio de Janeiro. Estudou canto lírico com professores reno­mados em São Paulo, Rio de Janeiro e Viena, na Áustria.

Em Viena, onde morou e trabalhou durante 12 anos, destacou-se nos musicais “Dzi Croquetes”, “Kiss me Kate”, “A Gaiola das Loucas”, “Cabaret”, “Evita”, “Hair”, “O rei e eu”, “West Side Story” (Áustria e Itália), “Frida Kahlo” (ópera), entre outras. No Brasil participou em “Kiss me Kate”, “Charity, meu amor”, “Miss Banana”, “A Estre­la Dalva”, “Não fuja da Raia”, “A Chorus Line”, entre outros. No cinema atuou em “A Ópera do Malandro”, “Giovanni Improt­ta” e “Os Saltimbancos rumo a Hollywood”. Também está no elenco de “Novo mundo” no pa­pel do mordomo Schultz.

 

Comentários

comentários

Categorias: Cultura