PREFEITO DE RIBEIRÃO ERA LÍDER DO INTERIOR
O prefeito Welson Gasparini era líder dos políticos do interior. Nos con­gressos municipalistas ele ditava o tom dos discursos e das reivindicações das maiores cidades. Quando ele discursava fazia os garçons ficarem com as bandejas suspensas plenas de refrigerantes, copos e petiscos. Eles fi­cavam como que ligados com os argumentos que o político local se utiliza­va para transmitir seus posicionamentos que eram revolucionários para a época. Por onde ele passava formavam-se rodinhas quando queriam saber sobre projetos de governo, iniciativas modernas etc.

QUÉRCIA ERA FÃ DE “CARTEIRINHA”
Jornalista e vereador em Campinas, Orestes Quercia queria falar como Gas­parini ou mesmo igual a Faustino Jarruche, outro líder que quando ocupava a tribuna deixava um silêncio e admiração. Era a bancada de Ribeirão Preto.

EM PLENO PALÁCIO DOS BANDEIRANTES
O colunista acompanhava Gasparini em uma reunião de prefeitos no Palá­cio dos Bandeirantes. Naquela época todos iam ao palácio para reivindicar e prestigiar. No salão nobre Gasparini estava junto aos demais prefeitos em local sem destaque e eis que Quercia saiu da mesa diretora dos traba­lhos e se dirigiu ao que era nosso prefeito, apontando-o e dizendo aos de­mais: “Gasparini, você foi o responsável por eu vencer a timidez e aprender a discursar. Nos congressos dos municípios eu o via falando e ficava com inveja tanto pela forma quanto pelas figuras de estilo que se utilizava para fazer o chamamento dos políticos para um ideal comum. Parabéns Gas­parini, dizia ele em alto e bom som. Welson ruborizou-se, agradeceu e foi convidado a assumir um lugar à mesa condutora dos trabalhos”.

O DIA DO AEROPORTO INTERNACIONAL
Nesta oportunidade o professor Monteiro de Barros, Diretor da Faculdade de Engenharia de São Carlos apresentou o projeto do aeroporto interna­cional Leite Lopes, que até hoje não saiu do papel.