Lula solto - Agência Estado

A Prefeitura de Curitiba pe­diu à Justiça Federal, nesta sexta­-feira (13), por meio da Procu­radoria-Geral do município, a transferência do ex-presidente Lula da carceragem da sede da Polícia Federal (PF) em Curitiba para outro local. Esta é a segunda requisição nesse sentido, já que na última quarta-feira (11), o Sin­dicato dos Delegados da Polícia Federal do Paraná (Sindpf-PR) solicitou a transferência de Lula ao superintendente da corpora­ção no estado, Maurício Valeixo.

O pedido da administração municipal é baseado nos ‘trans­tornos’ gerados aos moradores e funcionários da PF devido aos acampamentos montados no entorno do prédio, que fica no bairro Santo Cândida, em área majoritariamente residencial. “O cumprimento da pena em local seguro e adequado às circunstân­cias do caso, restabelecendo-se a ordem, o direito de ir e vir e a segurança da população”, diz um trecho do documento.

No pedido, a prefeitura tam­bém argumenta que já tomou todas as medidas administrativas para desalojar os manifestantes, e que depende da Polícia Militar do Paraná para cumprir uma or­dem judicial de retirada dos mes­mos do local. A prefeitura havia designado o Parque Atuba – local que fica a cerca de três quilôme­tros da sede de PF – como local para que os acampamentos fos­sem montados.