O técnico Cuca ganhou um reforço importante no treino do Santos, nesta quarta-fei­ra, visando o clássico com o São Paulo, domingo, na Vila Belmiro. O volante Carlos Sánchez, que vem se tornan­do cada vez mais importante na performance defensiva da equipe, voltou a treinar com o grupo no CT Rei Pelé.

Por conta de lesão muscu­lar, o jogador uruguaio des­falcou o Santos nas últimas duas rodadas do Brasileirão, contra Grêmio e Paraná. Ele havia sido convocado pela se­leção do seu país para as da­tas Fifa dos últimos dias, mas acabou sendo dispensado em razão do problema físico.

Nesta quarta, ele mostrou estar recuperado da contusão e treinou normalmente com o grupo. Seu retorno agradou o zagueiro Gustavo Henrique, que exaltou o volante como parte determinante para a busca do novo recorde da defesa santista. Ao vencer o Paraná sem levar gols (por 2 a 0), o time paulista chegou à marca de 746 minutos sem ser vazado. Já são sete parti­das sem sofrer gol.

“Ele é um jogador de mui­ta qualidade. Todos estão sabendo da qualidade dele. Todos os times gostariam da disposição dele, da raça… É versátil, tem qualidade no ataque. A gente recebeu da melhor maneira possível como Derlis e Bryan Ruiz”, declarou Gustavo Henrique.

O zagueiro comemorou o feito obtido pela zaga santista e também pelo goleiro Vander­lei. “Estou muito feliz de fazer parte desta história. Consegui­mos, dentro de campo, fazer uma grande dupla com o Lu­cas [Veríssimo]. Vamos conti­nuar este trabalho até porque ficar sete jogos sem perder já é muito difícil no Brasil, quanto mais não levar gol. É uma mar­ca que nos deixa muito felizes”, declarou.