ALFREDO RISK

Para o meia Tchô, o Bota­fogo precisa dar uma resposta rápida, já na próxima partida, contra o Tupi-MG, no sábado, às 16 horas, no Santa Cruz, após a segunda derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro da Série C, diante penúltimo colocado do Grupo B, o Volta Redonda, por 1 a 0. “Não vamos trazer qualquer tipo de pressão negativa para dentro do grupo, mas também não vamos deixar de lado o que se passou”, disse o atleta.

Em sua avaliação nada mu­dou no grupo, todos estão con­fiantes e que irão continuar a ‘caminhada rumo ao acesso’. De acordo com o jogador, é difícil manter ao mesmo nível de atu­ação em todas as partidas, mas não vê essa situação como um ‘bicho de sete cabeças’. Tchô re­conhece que as demais equipes querem superar o Botafogo e que estudam todas as opções táticas do Pantera. “Não existe jogo fácil. Todos os times querem ganhar do Botafogo”, afirmou.

Com três jogos em casa, sendo um deles contra o líder atual da chave, o Operário- Ferroviário-PR, e com 24 pon­tos na tabela, o Botafogo está muito próximo de alcançar os 30 pontos e garantir vaga no mata-mata, segundo cálculo do técnico Léo Condé. “Preci­samos estar colados nos outros clubes que estão no G4 para chegarmos à liderança e dispu­tarmos o jogo de volta em casa, o que nos daria mais tranquili­dade”, expôs o meia.

Comentários