A foto como objeto de reflexão no HC

0
37
KARLA SILVA

O olhar empático em relação ao mundo e às pessoas ao redor tem o poder de mudar realida­des. E esse exercício é mais sim­ples do que parece. Ele pode ser feito com uma ferramenta que está bastante presente no nosso cotidiano: a fotografia. Com a proposta de levar a arte como um instrumento de expressão cultural, o governo de São Paulo – por meio da Secretaria de Cul­tura e Economia Criativa –, Ma­fra Hospitalar e Simone Araújo, em parceria com a ONG Ima­geMagica, apresentam o projeto “Humanizando relações”.

Reflexão sobre o cuidar entre a equipe de saúde, pacientes e acompanhantes, considerando a importância do cuidado no cotidiano do hospital

Levando na bagagem o olhar humanizado, a empatia e a fo­tografia, educadores do projeto frequentaram o Hospital das Clí­nicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universi­dade de São Paulo (HC-FMRP/ USP) durante o mês de outu­bro, com o intuito de estimular a reflexão sobre o cuidar entre a equipe de saúde, pacientes e acompanhantes, considerando a importância do cuidado no coti­diano do hospital.

As respostas e os questiona­mentos sobre o assunto aconte­ceram por meio da fotografia. Os participantes aprenderam algumas técnicas e, usando o aplicativo de celular Camino, criaram uma foto e legenda para expressar sua mensagem sobre o tema. É um momento de muita reflexão, no qual os participan­tes andam pelo espaço em que frequentam todos os dias, mas observando tudo com outros olhos, mais atentos e reflexivos.

Momento de reflexão: participantes andam pelo espaço que frequentam todos os dias, mas observando tudo com outros olhos, mais atentos e reflexivos

“Quando a gente vai tirar uma foto com o paciente para o projeto, a gente para, olha e pen­sa em uma frase para colocar na legenda. Então, é o momento de pensar sobre o meu próprio trabalho e o que é o cuidar para mim. Cheguei em casa mos­trando a foto que tirei para meu marido e meu filho, toda feliz”, conta a técnica de enfermagem Liliane Mendes, participante de edição anterior do projeto.

As fotografias e legendas criadas pelos participantes se tornam exposições nos corre­dores dos hospitais, trazendo mais cor e ainda mais coração ao ambiente hospitalar. É tam­bém uma oportunidade de a equipe de saúde conhecer mais profundamente seus colegas de trabalho ao observar os produ­tos criados e os sentimentos por trás de cada fotografia. E dos pa­cientes agradecerem por todo o cuidado que recebem.

Usando o aplicativo de celular Camino, os participantes do projeto cria­ram uma foto e legenda para expressar sua mensagem sobre o tema

Mafra Hospitalar
A Mafra Hospitalar é dis­tribuidora autorizada e creden­ciada por laboratórios e fabri­cantes de referência mundial em medicamentos e materiais hospitalares. A empresa é im­portadora direta e distribuido­ra exclusiva no Brasil de uma ampla linha de produtos des­cartáveis para terapia intensiva. A Mafra conta com mais de 600 profissionais altamente capaci­tados, possuindo também uma rede de lojas especializadas em saúde, estética e bem-estar.

Simone Araújo
Formada em Serviço Social pela Unisa e em Administra­ção de Empresas pela Anhem­bi Morumbi, Simone Araújo também é pós-graduanda em Neurociência Aplicada a Edu­cação e com MBA em Gestão de Saúde na USP. Construiu uma vasta experiência em pla­nejamento e coordenação de projetos sociais e culturais e também atua na área de capta­ção de recursos para projetos.

ImageMagica
Fundada pelo fotógrafo An­dré François, a ImageMagica tem como missão promover o desenvolvimento de pessoas utilizando a fotografia como ferramenta de transformação e empoderamento. A ONG de­senvolve ações nas áreas de edu­cação, saúde e cultura, atuando em diferentes causas. Com a convicção de que a transforma­ção começa pelo olhar, a Ima­geMagica estimula as pessoas a perceberem mais atentamente seu entorno e, com essa reflexão, mudar a si próprias e o ambien­te onde vivem. Desde 1995, já foram mais de 370 mil olhares transformados com projetos re­alizados em 15 países.

Comentários