Iniciamos ontem, quarta-feira, dia 10, o recapeamento de mais 9,4 quilômetros de vias públicas na cidade. São 79,4 mil metros quadrados de asfalto novo, desta vez em bairros da zona Sul. São 22 trechos dos bairros Alto da Boa Vista, Jardim América, Jardim São Luiz, Nova Aliança, Royal Park e Vila Santa Terezinha. O Investimento será de R$ 2,53 milhões, contra um valor inicialmente previsto de R$ 3,53 milhões. Com a licitação economizamos 1 milhão (28%) e assim va­mos conseguir levar o recapeamento a outros locais.

Tem sido assim o trabalho desde o início de nossa gestão. Priorizamos o pregão eletrônico para a aquisição de obras e ser­viços onde a modalidade é permitida. Assim temos economizado recursos importantes para ampliar a área atendida por asfalto novo. Tudo para recuperar o tempo perdido com a falta de manu­tenção de vias públicas durante oito anos. Com um mesmo recur­so conquistado, muitas vezes fazemos três licitações e atendemos a três frentes de obras. A economia da primeira se transforma em nova licitação e da segunda, na terceira licitação.

Desde o início da nossa gestão, em 1º de janeiro de 2017, apesar das finanças combalidas, com déficit próximo de R$ 2 bilhões e salários de servidores em atraso, recapeamos 200 quilômetros vias da cidade até o final do ano passado. Neste ano, até o dia 2 de julho, já foram mais de 30 quilômetros. Somados aos em andamento e licitados chegamos a 72 quilô­metros. Em oito anos, a gestão anterior recapeou também 200 quilômetros. Em dois anos e meio já ultrapassamos o total de oito anos e vamos chegar a 400 quilômetros até o final do mandado. O dobro de recapeamento na metade do tempo.

Esta é uma questão de prioridade e planejamento. Defini­mos nossas metas e fomos atrás dos recursos necessários para cumpri-las. Temos recursos de várias fontes, sem comprome­ter o orçamento da prefeitura, que tem pouquíssimo espaço para investimentos. E como o dinheiro é pouco, é preciso aproveitar bem. Por isso a nossa preocupação em licitar bem, contratar com preços competitivos, sem comprometer a qua­lidade do trabalho executado. A prova do bom trabalho está nas ruas e pode ser verificado mesmo nos primeiros trechos que receberam asfalto novo no primeiro semestre de 2017.

O recapeamento atende a todas as regiões da cidade. Neste momento são três frentes de trabalho diferentes. Duas frentes foram iniciadas, em junho, nas zonas Oeste e Norte e, agora, na zona Sul. São 37 quilômetros de asfalto novo, em cerca de 160 trechos de ruas e avenidas. Os investimentos somam, até agora, R$ 14,9 milhões e ultrapassarão os R$ 20 milhões até o final do ano. Quem anda pelas ruas da cidade pode perceber que há trabalho por toda parte. Tudo para favorecer a mobi­lidade urbana em um tempo em que as pessoas precisam se locomover com rapidez e segurança.

Ao mesmo tempo em que cuidamos do recapeamento das ruas da cidade, trabalhamos no serviço emergencial de tapa­-buraco. Sabemos que o ideal é o recapeamento, o asfalto novo, mas como os recursos não permitem fazer tudo ao mesmo tempo, atuamos nas duas frentes. Onde ainda não é possível re­capear fazemos o tapa-buraco e planejamos um trabalho mais duradouro e que propicia maior conforto para as pessoas.

Vamos seguir neste propósito de melhorar as ruas da cidade, facilitar o tráfego de pessoas não apenas com vias muito melho­res, mas também com melhor sinalização das ruas e avenidas para ampliar a segurança de quem trafega por nossa cidade.

Comentários