Abrigo de animais nos EUA nomeia gatinhos por inteligência artificial

0
26

A inteligência artificial (IA) foi tão longe que está até inventando nomes para gatinhos. Essa iniciativa inusitada foi aplicada no Morris Animal Refuge, o primeiro abrigo de animais dos Estados Unidos, localizado na Filadélfia. A ação, feita em parceria com a cientista Janelle Shane, pretende impulsionar a adoção dos animais acolhidos, e os resultados são fofos, estranhos e, às vezes, terríveis.

O Sparky Buttons, à esquerda na foto acima, foi vítima de uma infecção no olho assim que foi resgatado, e é uma verdadeira máquina de mimos e brincadeiras. E não se engane com o Mr. Sinister (Sr. Sinistro): apesar do nome, ele também adora um carinho. Esses adoráveis gatinhos, assim como seus amigos Tom Glitter, Pompompur e Whiskeridoo, são todos nomeados por uma rede neural de IA e estão disponíveis para adoção no abrigo norte-americano. 

Janelle Shane, a cientista responsável pela iniciativa, já havia treinado sistemas de IA para criar nomes de biscoitos e monstros do jogo Dungeons & Dragons. Nessa nova empreitada, ela precisou aplicar uma longa lista de nomes para aprimorar o aprendizado da rede neural, uma vez que a primeira tentativa, com 8 mil nomes, não obteve sucesso. Na segunda vez, o projeto se saiu (um pouco) melhor: isso porque a rede ainda enlouquece e cria apelidos como Kill All Humans (“Matem Todos os Humanos”) e Scat Cat Butthole (melhor não traduzir). Você pode ler uma lista mais completa de nomes no site de Shane.

O Morris Animal Refuge já havia adotado inteligência artificial para nomear porquinhos-da-índia e espera que os gatinhos recebam um impulso de adoção com as invenções das redes neurais. A princípio, parece que está funcionando: segundo o abrigo, o Sr. Sinistro foi adotado nesta segunda-feira (03/6). 

Fonte: CNet

Comentários