Adelino Siminoni – UPA Nelson Mandela vai atender no dia 10

0
132
ALFREDO RISK

A Unidade de Pronto Aten­dimento Nelson Mandela, na avenida General Euclides de Figueiredo, no Adelino Simio­ni (UPA Norte), será inaugu­rada na próxima segunda-fei­ra, 10 de agosto, depois de seis anos de espera.

A data foi confirmada pelo secretário municipal da Saúde, Sandro Scarpelini, durante de­poimento na Câmara de Vere­adores, na terça-feira (4).

As obras começaram em novembro de 2014, durante a gestão da então prefeita Dárcy Vera (sem partido), mas houve muitos problemas durante es­tes seis anos. A construção foi paralisada entre 2015 e o final de 2019 por falta de recursos para sua continuidade.

Quando da retomada, já na gestão Duarte Nogueira Júnior (PSDB), a de Ribeirão Preto afirmou que a obra estava com cerca de 60% dos trabalhos concluídos e que havia sido paralisada por causa de uma série de problemas estruturais e financeiros deixados pela ad­ministração anterior.

Para a continuidade, a ad­ministração contratou uma auditoria e, após o acerto de uma série de pendências, foi possível abrir a concorrência pública para finalizar a obra. Segundo a Secretaria Muni­cipal de Saúde, a UPA Oeste, no bairro Sumarezinho, está em fase final de readequação e deverá ser entregue no mês de outubro.

A empresa responsável pela obra da UPA Nelson Mandela é a Atlântica Construções Comér­cio e Serviços. A empresa venceu a licitação para dar continuidade às obras a partir de dezembro. A concorrência, com valor estima­do de R$ 2,4 milhões, foi finali­zada por R$ 1,95 milhão, eco­nomia de R$ 450 mil aos cofres públicos, despesa 18,5% inferior ao previsto. A UPA Norte aten­derá aproximadamente 200 mil habitantes.

A área de abrangência in­clui os bairros Quintino Facci I e II, Adelino Simioni e ad­jacências, com aproximada­mente 200 mil habitantes. As obras foram retomadas em dezembro do ano passado – o equipamento deveria ter sido entregue em 2015.

O prédio tem área de 1.912 metros quadrados. A estrutura comporta leitos de retaguarda, sala de medicação, inalação adulto e infantil, curativos, raio-X, eletrocardiograma, sala para serviço social, duas salas para classificação de risco, qua­tro consultórios pediátricos e cinco para clínica médica.

A UPA também terá far­mácia, arquivo e dois quartos para isolamento, área para ambulância, sala de urgên­cia e sala de higienização. A unidade contará com setor de pronto-atendimento, qua­tro consultórios adultos com sala de observação e posto de enfermagem, quatro con­sultórios infantis com sala de observação e posto de en­fermagem, salas para direção, administração, reuniões, refei­tório, copa e área para armaze­nagem de materiais.

Também terá instalações para o Serviço de Atendimen­to Móvel de Urgência (Samu) e para depósito de resíduos. A unidade terá também labo­ratório de análises clínicas e equipamento de ultrassom de emergência, inovação adotada em unidades de emergência de países da Europa e América do Norte, onde o próprio médico emergencialista faz o ultras­som do paciente, diminuindo o tempo dos diagnósticos, que passam a ser mais rápidos e mais aprimorados.

Comentários