A 25ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação (Agrishow), que vai até esta sex­ta-feira, 4 de maio, no Polo Re­gional de Desenvolvimento Tec­nológico dos Agronegócios do Centro-Leste (quilômetro 321 da Rodovia Antônio Duarte Nogueira), em Ribeirão Preto, recebeu cerca de 30 mil visitan­tes somente neste feriado do Dia Internacional do Trabalho – a expectativa dos organizadores é atrair 170 mil pessoas.

Uma das atrações da feira está em um espaço especial monta­do pelos organizadores para os amantes de tratores do Brasil. O “Memórias do Campo” apre­senta, na Praça Central, quatro relíquias da coleção particular de Antonio Tittoto, de 1954, 1956, 1957 e 1982, norte-americanos, italiano e brasileiro; movidos à diesel, etanol e gasolina.

Os visitantes da principal feira de tecnologia para o agro­negócio na América Latina podem conferir um modelo “8 N”, com tração 4×2, 25 ca­valos, motor em linha quatro cilindros, movido à gasolina e fabricado em 1956 pela Ford nos Estados Unidos. Também estará no Memórias do Cam­po, o modelo “L25” da italiana Landini, com motor horizontal de 1 cilindro, potência de 25 cavalos, tração 4×2, movido a diesel e produzido em 1957.

Outro integrante da galeria que estará em exposição é tra­tor CBT 3.000, com motor de V8, movido a etanol, produzido pela CBT Brasil (Companhia Brasileira de Tratores), em 1982. Ele é o equipamento com mais potência da coleção participar (110 cavalos). O último trator é um modelo “R”, fabricado em 1954 pela John Deere, com mo­tor horizontal de dois cilindros, potência de aproximadamente 70 cavalos, movido a diesel.

Comentários