25 C
Ribeirão Preto
26 de junho de 2022 | 20:43
Jornal Tribuna Ribeirão
DIVULGAÇÃO

ANP não constata reajuste do diesel

Segundo o levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), realizado entre 12 e 18 de junho e atualizado na terça­-feira (21) por causa do feriado de Corpus Christi, o preço do etanol caiu para R$ 4,337, que­da de 2,2% na comparação com os R$ 4,429 cobrados até dia 11.

Chegou a R$ 5,199 em 13 de novembro – o maior valor da história desde que a agência passou a pesquisar preços no município. O preço do litro da gasolina avançou na maioria dos mais de 200 postos da ci­dade e agora custa, em média, R$ 6,836, aumento de 0,2% em relação aos R$ 6,819 cobrados até dia 11.

Apesar de o reajuste prati­cado pela Petrobras já ter che­gado às bombas de Ribeirão Preto desde o início da sema­na, a ANP constatou queda no preço do diesel, de R$ 6,912 para R$ 6,680, baixa de 3,5%. Lembrando que estes são os preços médios, ou seja, tem posto cobrando mais ou me­nos pelos produtos. A parida­de entre o etanol e a gasolina está abaixo de 70%.

Agora é de 63,4%, depois de passar semanas acima do limi­te – chegou a 80,5% no dia 13 de novembro. Voltou a ser van­tagem abastecer com álcool. O preço da gasolina aditivada teve leve queda, de R$ 6,964 para R$ 6,943, e o do diesel S-10 baixou de R$ 6,964 para R$ 6,866 na semana passada, retração de 0,3% e 1,4%, respectivamente.

Petrobras
Após 99 dias congelado, o preço da gasolina foi reajus­tado no último sábado, 18 de junho, pela Petrobras, passan­do de R$ 3,86 para R$ 4,06 o litro nas refinarias da estatal, um aumento de 5,2%, aporte de R$ 0,20. O óleo diesel, há 39 dias sem aumento, saltou de R$ 4,91 para R$ 5,61 o litro, alta de 14,2% e acréscimo de R$ 0,70.

O reajuste já chegou às bombas de Ribeirão Preto, mas, por enquanto, não atingiu o va­lor do etanol. No entanto, o litro da gasolina, que antes variava de R$ 6,69 nos postos sem-ban­deira a R$ 7,19 nos bandeira­dos, hoje custa entre R$ 6,99 e R$ 7,49, altas de 4,5% e 4,2%, respectivamente. O acréscimo chega a R$ 0,30.

O preço do diesel, que até sexta-feira (17) variava de R$ 7,09 (sem-bandeira) a R$ 7,29 (bandeirados), passou para R$ 7,39 e R$ 7,59, também aporte de R$ 0,30 e reajustes de 4,2% e 4,1%, respectivamente. Até esta terça-feira, em grande parte dos postos de Ribeirão Preto, o etanol custava entre R$ 4,29 (independentes) e R$ 4,69 (franqueados). A paridade entre etanol e gasolina está em cerca de 61,3%, e ainda é mais vantajoso abastecer com álcool.

Inflação
No ano passado, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado pelo Instituto Brasi­leiro de Geografia e Estatística (IBGE), o preço da gasolina avançou 47,49% no país. O etanol acumulava 62,23% de alta no mesmo período, ante 46,04% do diesel.

Em maio, o etanol recuou 0,50%, a gasolina avançou 0,94% e o diesel, 5,30%. No acumulado em doze meses, o álcool sobe 26,12%, a gasoli­na avança 28,84% e o diesel, 56,23%. Nos primeiros cinco meses de 2022, o etanol tem inflação de 3,23%, o valor da gasolina sobe 8,76% e o do diesel avança 23,18%.

Usinas
O preço do álcool combus­tível recuou nas usinas paulistas pela quinta semana seguida. A retração agora é de 2,35%. O valor do hidratado fechou abai­xo de R$ 3,05, depois de “en­costar” nos R$ 3,90 no final de 2021. Passou de R$ 3,0840 para R$ 3,0116. O preço do anidro – adicionado à gasolina em até 27% – baixou 1,31%.

Fechou a semana abaixo de R$ 3,55. Recuou de R$ 3,5738 para R$ 3,5270. Os dados fo­ram divulgados na sexta-feira, 17 de junho, pelo Centro de Estudos Avançados em Econo­mia Aplicada (Cepea) da Esco­la Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq/USP).

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
AllEscort