Apple vai construir duas das maiores turbinas eólicas terrestres do mundo

0
42

Apple anunciou que está investindo nas maiores turbinas eólicas terrestres para cumprir seu compromisso de se tornar 100% neutra nas emissões de carbono até 2030. São modelos de 200 metros de altura que devem produzir 62 gigawatts-hora por ano, quantidade suficiente para abastecer quase 20 mil casas.

De acordo com o comunicado oficial da empresa, as duas plantas de turbinas eólicas localizadas próximo à cidade dinamarquesa de Esbjerg vão alimentar um dos data centers da região. Toda a energia excedente vai ser espalhada em outros pontos da rede dinamarquesa da companhia.

“O combate às mudanças climáticas exige ação urgente e parceria global. O data center de Viborg é uma prova poderosa de que podemos enfrentar esse desafio geracional”, disse Lisa Jackson, vice-presidente de Meio Ambiente, Política e Iniciativas Sociais da Apple.

Reprodução

Apple quer datacenter com energia limpa. Foto: Wikimedia Commons

O projeto eólico em Esbjerg vai na linha do trabalho feito em um dos maiores painéis solares da Escandinávia, localizado em Thisted. Esse é o primeiro projeto solar dinamarquês construído sem o uso de subsídios públicos. Além das turbinas, a Apple também anunciou avanços com seus fornecedores europeus.

A empresa alemã Varta se comprometeu nesta semana em operar sua produção com energia 100% renovável da Apple. Por toda a Europa, os fornecedores da empresa de Cupertino estão trabalhando em soluções de energia limpa para suas produções. Alguns deles são a Henkel e Tesa SE, também com sede na Alemanha, DSM Engineering Materials com sede na Holanda, STMicroelectronics com sede na Suíça e Solvay que está na Bélgica.

Os acordos incluem o contrato de compra de energia eólica da DSM na Holanda e a garagem solar da STMicroelectronics no Marrocos. Empresas como a Solvay agora estão expandindo seu uso de energia renovável para suas operações mais amplas depois de ingressar no Programa de Energia Limpa para fornecedores da Apple, há cinco anos.

Fontes energéticas renováveis

Em 2015, a Apple lançou o programa para ajudar os fornecedores a reduzir o uso de energia e fazer a transição para eletricidade 100% renovável. Essa iniciativa da empresa, hoje chefiada por Tim Cook, chegou à Dinamarca.

Inicialmente, 72 parceiros de fabricação em 17 países diferentes se comprometeram com a produção limpa da Apple. Assim que todos os projetos forem concluídos, esses compromissos devem evitar mais de 14,3 milhões de toneladas métricas ao ano de CO² na atmosfera. Essa redução é equivalente a retirada de mais de três milhões de carros das estradas a cada ano.

A empresa criadora do iPhone está há pelo menos cinco anos tentando limpar suas fontes de energia, fugindo de plantas energéticas que utilizam carbono. Essa iniciativa na região da Escandinávia é mais um passo importante para consolidar as fontes renováveis na corporação.

Fonte: 9to5Mac

Comentários