As belas praias de Ilhabela

0
643

A cerca de sete horas de car­ro de Ribeirão Preto, Ilhabela é destino bastante procurado por viajantes da região. Com apro­ximadamente 38 mil habitantes, a estância balneária recebe even­tos durante o ano inteiro e tem mesmo no turismo sua principal atividade econômica. O grande atrativo do arquipélago, natural­mente, está nas belas praias – são quase 50 que valem a visita.

Algumas se destacam pela beleza, paisagens ou por outras atrações. O único problema são os borrachudos, mosquitos mui­to comuns por lá. O jeito é usar repelente, principalmente quem tem alergia à picada de inseto. Conheça dez delas.

Praia do Bonete – Conside­rada uma das praias mais bonitas não só da ilha, mas de todo o país, a Praia do Bonete está a 35 quilô­metros do centro de Ilhabela, na região sul. O acesso é feito através de barco ou de uma trilha de 12 quilômetros, que pode levar mais de cinco horas para ser comple­tada, que se inicia na Ponta do Sepituba. Mas, qualquer esforço é recompensado por uma bela paisagem e mar supreendente­mente azul. Durante o percurso é possível avistar três cachoeiras na Trilha do Bonete. Por todo o iso­lamento, a praia ainda é razoa­velmente intocada (com grande população caiçara vivendo lá). Voltada para o mar aberto, tam­bém tem nas ondas propícias ao surfe um de seus atrativos.

Praia de Castelhanos – Antes pouco explorada, um acesso por terra recente vem aumentando a popularidade da belíssima Praia dos Castelhanos. O barco ainda é o meio de transporte mais in­dicado para chegar lá, já que são 22 quilômetros do centro e traje­to pouco amigável para veículos de passeio. Por isto, o transporte conta sempre com equipe expe­riente e carros com tração 4×4.

A areia clara e as ondas agita­das do litoral leste da Ilhabela atra­em os aventureiros para a Praia de Castelhanos – principalmente os surfistas e amantes do ecoturis­mo. Também é habitada por uma comunidade caiçara e a partir de lá há acesso a outras praias próxi­mas, como Mansa, Vermelha e Fi­gueira, além da famosa Cachoeira do Gato, com 80 metros de altura.

Praia da Feiticeira – De aces­so mais fácil, a Praia da Feiticeira pode ser visitada de carro – com uma pequena caminhada depois de estacionar – e fica a apenas seis quilômetros da balsa. Por ser mais deserta, costuma ser bastante pro­curada por casais que apreciam o pôr do sol do local.

O mar cristalino é propício para o mergulho e observação da vida marinha, mas é preciso cui­dado com o aumento abrupto da profundidade logo ao entrar no mar. A tranquilidade é o grande diferencial da Praia da Feiticeira – que recebe esse nome por conta de uma antiga lenda da região.

Ilha das Cabras – Essa ilho­ta é um dos lugares mais visita­dos de Ilhabela, e não sem razão. Santuário Ecológico Submarino, é a casa de inúmeras espécies de peixes e mais estrelas do mar, tar­tarugas e até cavalos marinhos. Por isso, mergulhadores de todos os níveis costumam marcar pre­sença por lá. Aexcelente infraes­trutura de passeios pela região ainda contribui para atrair os turistas para lá. Fica bem pró­xima ao centro, a dois quilô­metros da balsa e bem em fren­te à Praia das Pedras Miúdas.

Praia do Julião (Prainha) – Pequena, escondida e bastante procurada, a Praia do Julião – tam­bém denominada Prainha – é ou­tra a chamar muitos casais para lá, por todo seu clima romântico. As pedras submersas formam pisci­nas naturais excelentes para aquele banho de mar, e o visual da região não deixa nada a desejar. A orla de Mata Atlântica garante a bele­za para quem chega lá, e existem restaurantes para atender o públi­co. Ainda há um velho alambique no local, que costumava produzir uma das marcas famosas de ca­chaça da Ilhabela.

Praia do Perequê – Repleta de bares e quiosques, a Praia de Perequê é bastante central e a re­gião concentra o comércio da ilha, contando até com uma ciclovia. Mas, não se deixe enganar pela badalação, o local também abriga o pôr do sol mais bonito da região para muitos. Os bairros ao redor – Vila e Barra Velha – são ideais para a hospedagem, já que são centrais na Ilhabela e possuem a melhor infraestrutura: supermercados, bancos, farmácias, pousadas… E com agito garantido pela alta fre­quência de turistas.

Praia do Curral – Pequena, a Praia do Curral é aconchegante para famílias. Muitos pais vão para lá com suas crianças e aproveitam as águas calmas e transparentes para brincar no mar, bem como idosos e os apaixonados pela prá­tica de snorkel, que encontram águas repletas de animais mari­nhos e muita transparência. Os quiosques e restaurantes garantem o atendimento ao público, que pode aproveitar a sombra das ár­vores junto aos comes e bebes. Um dia inteiro de tranquilidade e con­forto nas areias de Ilhabela.

Praia do Pinto – Outra praia boa para a criançada por conta do mar bem tranquilo é a Praia do Pinto. Tem cerca de 400 metros de extensão e também é procurada por quem deseja apenas relaxar e admirar a natureza exuberante da Ilhabela. Longe da estrada, não recebe tantos turistas, sendo mais frequentada por moradores ou por quem conhece melhor a re­gião, assim como mergulhadores e praticantes de snorkel, que vez ou outra podem se deparar com cardumes de peixinhos coloridos e até tartarugas, como a abaixo. a infraestrutura da Praia do Pinto também não é das mais modernas e possui poucas opções para o visi­tante, por isto é preciso levar mais lanchinhos e água. Ainda assim, é ponto imperdível da ilha.

Praia da Pedra do Sino – A Praia de Garapocaia recebe esse apelido por causa do mirante da Pedra do Sino, que dá nome a uma antiga lenda local. Segundo os na­tivos, as pedras do local, quando batidas, emitem o som de um sino – e muitos turistas vão lá para testar. É mais uma praia com boa estrutura de atendimento, mar cal­mo e raso e frequentado por mui­tas famílias e crianças. Seus 400 metros de extensão ainda abrigam a bela paisagem de coqueiros e palmeiras para garantir a sombra nos dias mais quentes.

Praia do Veloso – Última praia do sul da ilha com acesso de car­ro, a Praia do Veloso recebe tanto famílias com crianças, quanto jovens que querem curtir o local. Seus 200 metros de faixa de areia são muito usados por quem deseja relaxar por conta da tranquilidade da região e também por casais que vem curtir juntinhos o pôr do sol. As águas tranquilas e claras tam­bém atraem mergulhadores. Os de nível mais avançado costumam buscar os destroços do navio Ay­moré, naufragado em 1920 e que pode ser avistado a partir de qua­tro metros de profundidade.

A Cachoeira do Veloso, uma das mais lindas de Ilhabela, tem queda de mais de 80 metros e impressiona ainda mais quando vista de longe, pois assim é possí­vel admirar toda a sua altura. Na volta pela trilha é possível admi­rar uma linda vista para o mar. Para os mais aventureiros a trilha continua, agora com maior nível de dificuldade, levando a mais duas quedas d’água.

Comentários