Aulas começam para quase 47 mil alunos

0
21
FERNANDO GONZAGA/CCS

A Secretaria Municipal da Educação informa que o ano letivo nas 108 escolas da rede de ensino de Ribeirão Preto teve início nesta quarta-fei­ra, 5 de fevereiro, para 46.916 alunos matriculados em 2020. São 23.541 estudantes do en­sino infantil, 21.877 do ensino municipal e 1.498 de Educa­ção de Jovens e Adultos (EJA), além de 2.859 das 22 unidades conveniadas, cujas aulas come­çaram na segunda-feira (3).

Também na segunda-feira, 99.432 alunos das 165 escolas da rede estadual da região de Ribeirão Preto começaram as atividades escolares. A data mar­ca o início do ano letivo, cujo en­cerramento está previsto para o dia 23 de dezembro. No sábado (1º), a prefeitura publicou edi­ção especial do Diário Oficial do Município convocando 112 professores temporários para garantir que todas as 108 escolas municipais iniciem as aulas com o quadro docente completo. A Educação definiu em dezembro o calendário escolar para 2020.

O novo modelo adere às mudanças realizadas pelo go­verno de São Paulo, que prevê recessos de uma semana no final do primeiro e do terceiro bimestre, nos meses de abril e outubro. A decisão foi tomada por meio de consulta pública e reuniões entre professores, diretores, coordenadores e cui­dadores pedagógicos da rede municipal de ensino, além do Conselho Municipal de Educa­ção, Associação dos Profissio­nais da Educação de Ribeirão Preto (Aproferp) e Secretaria Municipal da Educação.

A partir deste ano, o municí­pio passará a ter recessos de uma semana ao final do primeiro bimestre, no mês de abril, e do terceiro bimestre, em outubro. Além disso, o recesso de 15 dias entre o primeiro e o segundo semestre, no mês de julho, será mantido. A rede municipal con­ta com 108 escolas, das quais 75 unidades de educação infantil e 33 de ensino fundamental.

São 34 Centros de Educação Infantil (CEIs), 41 Escolas Mu­nicipais de Educação Infantil (Emeis), 26 Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Eme­fs), três Centros Educacionais Municipais de Educação Inte­gral (Cemeis), duas Escolas Mu­nicipais de Ensino Fundamental e Ensino Médio (Emefems), um Centro de Educação Especial e Ensino Fundamental (CE­EEF), uma Escola Municipal de Ensino Profissional Básico (EMEPB), Educação de Jovens e Adultos (EJA, salas espalhadas por várias unidades), além das 20 escolas conveniadas.

“Seguimos, como em 2019, trabalhando para garan­tir aos nossos alunos o melhor proveito possível. Só no iní­cio deste ano, chamamos 270 professores temporários que já atribuíram aula e devem assumir as salas nos próximos dias”, afirmou o secretário da Educação, Felipe Elias Miguel.

No dia 31 de janeiro, foram contratados 101 professores temporários, sendo PEB II, PEB III de Ciências Físicas e Biológi­cas, PEB III de Língua Portugue­sa, PEB II de Matemática e PEB III de Atendimento Educacio­nal Especializado (AEE). Para reabrir as portas e receber a garotada com o devido prepa­ro, as unidades escolares passa­ram por obras de manutenção durante as férias.