Bateristas Carmine e Vinny Appice homenageiam Ronnie James Dio em disco

0
16
Por André Cáceres

A morte do cantor Ronnie James Dio completou dez anos. Como forma de reverenciar a memória do músico, os irmãos bateristas Vinny e Carmine Appice gravaram – em quarentena – e lançaram uma nova versão de Monster and Heroes, música em homenagem a Dio, que foi um dos principais nomes do heavy metal.

“Dio foi um grande vocalista de metal com alma, ele podia cantar qualquer coisa”, disse em entrevista ao Estadão Carmine Appice, que compôs a música em 2010, pouco tempo após a morte de Dio. “Agora que nós estamos em lockdown, decidimos gravar uma nova versão, com cada um em sua casa, para homenagear os dez anos desde que Dio se foi”, acrescentou o músico.

Seu irmão, Vinny Appice, que tocou ao lado de Dio de 1980 a 1998 e de 2006 a 2010, relembrou sua relação com o cantor: “Sinto falta da música e da amizade. Nós criamos muita coisa juntos e era muito divertido compor algo com ele e depois ouvir aquela voz poderosa. Foi uma experiência incrível. Tínhamos uma grande amizade.”

Dio (cujo nome de batismo era Ronald James Padavona) teve uma ascensão meteórica, passando por diversos grupos no início de sua carreira.

Ele começou a chamar atenção com sua voz potente ainda no final dos anos 1960, em bandas de blues, mas foi à frente do Elf que ele entrou de vez para a cena do rock pesado. Em 1975, o guitarrista Ritchie Blackmore deixou o Deep Purple para formar o Rainbow ao lado dele. Quando Ozzy Osbourne se separou do Black Sabbath, em 1979, foi Dio quem assumiu os vocais da banda que praticamente criou o heavy metal.

Em 1982, Dio e Vinny Appice saíram do Sabbath para gravar Holy Diver, até hoje um dos álbuns definidores da sonoridade metaleira.

Dio permaneceu quase exclusivamente dedicado à carreira solo até 2006, quando fundou o Heaven and Hell, uma espécie de reencarnação do Black Sabbath, onde atuou até sua morte, em 2010, em decorrência de um câncer, aos 67 anos.

Como forma de tributo à carreira de Dio, os irmãos Vinny e Carmine, que têm uma banda juntos, a Appice, regravaram a música Monsters and Heroes. A letra faz referência a diversas canções que marcaram o metal na voz de Dio, como Holy Diver, Sacred Heart, The Man on the Silver Mountain e Rainbow in the Dark. A faixa se dirige diretamente a Dio, afirmando: “Você é o homem na montanha/ Que arrasou o mundo com suas músicas/ e elevou espíritos com sua magia”. Por meio da combinação de versos das letras mais conhecidas de Dio, os irmãos fazem um passeio pelos pontos altos de sua carreira.

Carmine, que colaborou com Jeff Beck, Ozzy Osbourne e Rod Stewart, comparou Dio a outros vocalistas: “Ele tinha um som muito próprio, assim como Rod, que muitos cantores copiaram. Muitos usaram Dio como um mentor. Ele tinha uma voz poderosa. A voz de Rod parecia forte, mas na verdade era suave. Já o Ozzy é um grande cantor, muito estilizado. Assim que você o ouve, sabe que é ele, é um tipo totalmente diferente de cantor. No caso de Rod e Dio, eles também foram grandes letristas”.

Nos dez anos que nos separam da morte de Dio, muita coisa mudou no mundo. Para Vinny, que manteve uma relação próxima com o músico, ele ficaria admirado ao ver o mundo de hoje. “Acho que Ronnie se surpreenderia com a forma como o rock em geral e especificamente as suas músicas passaram no teste do tempo, e parecem ganhar popularidade nos últimos anos, com uma nova geração de fãs. O mundo em si o surpreenderia com a política, as guerras, a sociedade e a tecnologia. Hoje a música pode ser criada, gravada e compartilhada muito mais facilmente”, refletiu o baterista. “Ouvi-lo me inspira a tocar cada vez melhor.”