22 C
Ribeirão Preto
7 de julho de 2022 | 13:12
Jornal Tribuna Ribeirão
BRENDAN MCDERMID/REUTERS

Biden lamenta ataque racista com 13 mortos

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que o país está de luto pela morte de 13 pessoas após um ataque armado em um supermercado na cidade de Buffalo, no estado de Nova York. Sob suspeita de ter sido um crime de ódio ra­cial, Biden afirmou que este tipo de ataque “é abominável” e destacou que todo o possível deve ser feito para acabar com o “terrorismo doméstico ali­mentado pelo ódio”.

“Qualquer ato de terroris­mo doméstico, incluindo um ato perpetrado em nome da repugnante ideologia naciona­lista branca, é antitético a tudo o que defendemos na América. O ódio não deve ter porto se­guro”, disse o presidente, em comunicado divulgado pela Casa Branca. Onze dos 13 mortos eram negros.

Uma investigação foi aber­ta para saber se as autoridades não perceberam sinais indica­dores e bandeiras vermelhas deixados pelo atirador ado­lescente antes de sua matança racista. Disseram que Payton Gendron, de 18 anos, realizou um ato de “extremismo violen­to com motivação racial” quan­do abriu fogo com um rifle se­miautomático no sábado (14) no Tops Friendly Market.

“As evidências que desco­brimos até agora não são en­ganosas. Este é um crime de ódio absolutamente racista que será processado como crime de ódio”, disse o comissário de polí­cia de Buffalo, Joseph Gramaglia, a repórteres no domingo (15).

Além de buscar uma com­preensão mais clara dos motivos do ataque de Gendron, as auto­ridades se concentrarão no que poderia ter sido feito para detê­-lo, à medida que surgem deta­lhes do comportamento preocu­pante do adolescente no ensino médio e na sua atuação online.

Gendron figurou no radar da polícia local em junho passado, quando a polícia o deteve depois que ele fez uma ameaça “genera­lizada” em sua escola, disse Gra­maglia. Depois de uma avaliação de saúde mental na época, ele foi liberado após um dia e meio.

Um manifesto de 180 pági­nas que circulou na internet – e que pode ter sido de autoria de Gendron –, delineava a Grande Teoria da Substituição, uma teo­ria de conspiração racista de que os brancos estavam sendo substi­tuídos por minorias nos Estados Unidos e em outros lugares.

Outro documento online, que também parece ter sido es­crito por Gendron, esboça uma lista de tarefas para o ataque, in­cluindo limpar a arma e testar a transmissão ao vivo que ele usa­ria para transmitir o crime nas mídias sociais. Um porta-voz da promotoria do condado de Erie se recusou a comentar os docu­mentos. Gendron se rendeu à polícia após o tiroteio.

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
AllEscort