O candidato do PSL ao Planalto, deputado federal Jair Bolsonaro, entrou com pedido para barrar a candi­datura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A ação, também formulada pela coligação em torno de sua chapa –”Brasil acima de tudo; Deus acima de to­dos”–, foi anexada ao proces­so do registro de candidatura do petista no início da tarde desta quinta-feira (16).

Bolsonaro também pediu rapidez para que a candidatura de Lula seja barrada pela Corte por considerar que verificar a inelegibilidade do petista “de­corre de prova exclusivamen­te documental”. Para ele, isso mostra que seria desnecessá­ria a abertura de prazos para manifestações, “pelo que fica desde já formulado pedido de julgamento antecipado”.

“É do conhecimento ge­ral que o pretenso candidato Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado”, diz o documento, citando as decisões da primei­ra e da segunda instâncias da Justiça Federal no processo do tríplex. “Restou comprovado que o ex-presidente da Repú­blica participou de um grande esquema de corrupção”.