Bota perde para o CSA e chega a 11 derrotas na Série B

0
64

A interminável fase ruim do Botafogo na Série B ganhou mais um capítulo na noite desta terça-feira (20). Jogando no estádio Rei Pelé – na semana que o maior jogador de futebol de todos os tempos completa 80 anos – o Pantera foi derrotado pelo CSA com o placar de 1 a 0. Norberto fez o gol do triunfo dos alagoanos.

Com o resultado, o Pantera amarga sua quarta derrota consecutiva, a décima primeira na competição, e o 18º lugar na tabela de classificação. O Próximo duelo é no domingo, às 20h30, diante do Vitória, no estádio Santa Cruz.

Diferente de outros dias, o Botafogo nem fez um jogo tão ruim. O empate fora de casa, para uma equipe que vinha de uma sequência de derrotas, não seria um mau resultado. Porém, mais uma vez, o Tricolor foi castigado num chute de rara felicidade.

O Jogo

A primeira etapa do jogo foi bastante agitada e com algumas boas oportunidades de gol para ambos os lados. Jogando em casa, o CSA controlou as ações, teve mais posse de bola e foi mais perigoso nas investidas ofensivas.

Apesar do aparente domínio dos donos da casa, quem levou perigo primeiro foi o Pantera. Aos 16 minutos, Rafinha dominou na entrada da área, trouxe para a perna direita e bateu forte.  A bola passou raspando a trave do CSA.

O Azulão respondeu aos 18 minutos. Diego Renan tabelou com Pimpão e soltou o pé da entrada da área. Bem postado, Darley voou para fazer excelente defesa.

A melhor oportunidade de gol foi do Botafogo, aos 33 minutos. Rafinha recebeu na entrada da área, trouxe para o pé direito e bateu forte, colocado. Caprichosamente, a bola explodiu no travessão do gol defendido por Matheus Mendes.

Na sequência, aos 34 minutos, Pedro Júnior avançou pelo lado, invadiu a área e bateu para o gol. Darley, mais uma vez, fez ótima defesa e evitou o gol do CSA. O Azulão até ensaiou uma blitz, mas não conseguiu abrir o marcador e duelo foi para o intervalo empatado.

Na segunda etapa, com os times mais cansados, o jogo caiu de ritmo. O Botafogo recuou suas linhas e passou a esperar erros do CSA para poder explorar os contra-ataques.

Reflexo da postura dos times, nos primeiros 20 minutos do segundo tempo, nenhuma chance de gol foi criada por ambas as equipes.

Tentando dar mais vida ao meio-campo, Claudinei Oliveira trocou seus 3 meias. Victor Bolt, Elicarlos e Bady deram vaga para Ferreira, Jeferson e Matheus Anjos.

A mudança surtiu efeito, o Pantera passou a ganhar os duelos no meio e melhorou na partida. Aos 26 minutos, Rafinha recebeu fora da área, trouxe para a perna direita e soltou o pé. De novo, Matheus Mendes fez ótima defesa.

Satisfeito com o empate, o técnico botafoguense queimou suas duas últimas alterações com trocas no sistema defensivo. Val e Gilson foram substituídos por Alan dias, que fez sua estreia com a camisa botafoguense, e Guilherme Romão.

O Botafogo foi castigado minutos depois da troca. Aos 37 minutos, Norberto recebeu dentro da área, dominou e soltou uma bomba de perna direita, no ângulo do gol defendido por Darley, abrindo o placar no Rei Pelé.

No abafa, o Pantera foi para cima e quase marcou o gol de empate em duas oportunidades. Na primeira, aos 47 minutos, Matheus Anjos levantou bola na área e o estreante Alan Dias quase tocou a bola para o fundo da rede.

Na sequência, aos 49 minutos, Ronald fez boa jogada pela direita, levou até o fundo e cruzou na área, Rafinha subiu mais que a zaga e testou firme. De novo, a bola do camisa 11 botafoguense explodiu no travessão. Com mais um revés, o Pantera emplacou sua quarta derrota consecutiva na Série B.

Comentários