RAUL RAMOS

O Botafogo conheceu a sua primeira derrota fora de casa no Campeonato Brasi­leiro da Série B, na noite de ontem, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis, diante do Figueirense, por 2 a 1. O time dirigido por Roberto Cava­lo somava três vitórias e um empate como visitante, mas não resistiu à forte pressão da equipe de Santa Catarina, na oitava e última rodada antes da Copa América, que terá início na sexta-feira.

O primeiro tempo foi domi­nado pelo Figueirense que en­frentou um Botafogo sonolento, sem criar praticamente nenhu­ma chance de gol. Acuado, o Pantera se defendia e tentava al­guns lances em contra-ataques, porém sem sucesso. O primeiro gol saiu aos 24 minutos, quan­do o atacante Rafael Marques desencantou e abriu o placar, depois de uma boa jogada de Popp, pela esquerda. Ele tocou para dentro da pequena área e o centroavante apenas teve o tra­balho de empurrar para as redes.
Depois de sofrer o gol, o Bota passou a ter mais dificulda­des em campo, principalmente no setor defensivo, com uma sequência de bolas perdidas e que quase resultaram no se­gundo gol do time catarinense. Em uma delas, aos 29 minutos, Alemão Teixeira viu bem Tony dentro da área. O camisa 7 ba­teu forte, a bola venceu o goleiro Darley, mas o zagueiro Leandro Amaro salvou em cima da linha, desviando a bola com a cabeça.

Se as coisas estavam ruins, elas quase ficaram piores aos 43 minutos, ainda da primeira eta­pa, quando Popp bateu de perna direita e acertou a trave de Dar­ley. “Perdemos o jogo no pri­meiro tempo, não fomos bem, demoramos para reagir,”disse o volante Marlon Freitas.
O Pantera acordou aos oito minutos do segundo tempo, com as entradas de Henan e Nadson. E foi o centrovante que quase empatou o jogo, ao desviar uma bola com a cabeça, que passou raspando a trave do goleiro Denis.

Sete minutos depois, foi a vez de Henan servir o artilhei­ro Rafael Costa. Pará cruzou da esquerda, Henan disputou a bola pelo alto e, na sobra, o centroavante bateu forte para igualar o placar. Aos 26 minu­tos, o autor do gol quase fez o segundo, mas o goleiro Denis salvou o Figueirense.

Aos 33 minutos, no en­tanto, Ruan Renato colocou o Figueira em vantagem no­vamente. A bola veio em uma cobrança de escanteio, Darley saiu mal do gol e o zagueiro apenas escorou de cabeça para consolidar a vitória do pior ataque contra a então melhor defesa do campeonato, agora com quatro gols sofridos.

Mesmo com a derrota, O Botafogo manteve a segunda colocação na tabela da Série B. O elenco irá se reapresentar dia, 17, segunda-feira. O próximo adversário será o Brasil de Pe­lotas, em Santa Cruz, em julho.

Comentários