Botafogo perde nos pênaltis e está eliminado do Troféu do Interior

0
68
Foto: José Bazzo/Agência Botafogo

O Botafogo está eliminado do Troféu do Interior. O Pantera foi guerreiro e resistiu até as penalidades, mas não conseguiu superar o Red Bull Bragantino e acabou derrotado. No tempo normal, o jogo ficou empatado em 1 a 1. Wellington Tanque marcou para o Bota e Matheus Jesus fez o do Massa Bruta. O jogo aconteceu neste sábado (1), no estádio do Canindé.

Mais uma vez, o Tricolor fez boa partida no tempo normal e duelou de igual para igual com um dos melhores times do Paulistão. O cansaço, porém, foi o grande vilão do Botafogo. Com as mexidas do técnico Felipe Conceição, o Massa Bruta cresceu no jogo, chegou ao empate e levou a partida para os pênaltis.

Nas cobranças, tudo seguia bem, mas, Gabriel Calabres esbanjou displicência e colocou o Botafogo atrás na disputa. Guilherme Romão ainda perdeu a quinta cobrança, decretando o fim do sonho botafoguense de retornar a Copa do Brasil.

O Jogo

A primeira etapa do jogo foi marcada por muito equilíbrio e algumas boas oportunidades de gol. O Bragantino, mesmo jogando com os reservas, tentou aplicar seu estilo de jogo e abusou das trocas de passe. O Botafogo, por sua vez, foi cirúrgico e assustou em alguns bons contra-ataques encaixados.

O Pantera foi o primeiro a levar a perigo. Aos 20 minutos, Ronald achou lindo passe de três dedos para Wellington Tanque. O centroavante botafoguense chegou primeiro que o goleiro Cleiton e bateu. Caprichosamente a bola pegou na frente e o zagueiro Léo Realpe fez o corte na sequência.

Após o susto, o Massa Bruta subiu as linhas de marcação e começou a ganhar mais espaço no campo de ataque. Mesmo mais perigoso, o time de Bragança Paulista tinha dificuldade para chegar ao gol defendido por Darley.

A ofensividade do Red Bull por pouco não deu resultado. Mais perigoso, o time comandado por Felipe Conceição quase abriu o placar aos 47 minutos. Após cruzamento na área, Alerrandro subiu sozinho e testou firme. Darley desviou e a bola pegou na trave.

O segundo tempo começou mais truncado, porém, o Pantera assustou aos 13 minutos. Victor Bolt meteu linda bola para Ronald, que foi até o fundo e tentou conectar Wellington Tanque. A zaga cortou e a bola sobrou para Matheus Anjos bater de primeira. Bem posicionado, Cleiton fez fácil defesa.

Na sequência, aos 17 minutos, o Botafogo abriu o placar. Matheus Anjos bateu falta na área e Wellington Tanque subiu livre e testou para o fundo da rede do Red Bull Bragantino.

Atrás do marcador, o técnico Felipe Conceição lançou três titulares no jogo. As mudanças surtiram efeito e o Massa Bruta chegou ao empate justamente com um dos jogadores que entraram.

Aos 34 minutos, Artur achou bom passe para Aderlan, que encontrou Matheus Jesus dentro da área. O volante dominou e soltou o pé de perna direita, sem chances para o goleiro Darley.

O Bragantino seguiu melhor, mas não conseguiu virar o placar e jogo seguiu para as penalidades. Nas cobranças, os três primeiros jogadores acertaram e deixaram o jogo empatado. Porém, Gabriel Calabres e Guilherme Romão perderam suas cobranças e o Bragantino venceu o confronto, carimbando seu passaporte para a final do Troféu do Interior.

 

Comentários