Botafogo segue sem lugar para treinar

0
33
ALFREDO RISK/JORNAL TRIBUNA

O Botafogo ainda não sabe se poderá ou não dar sequên­cia ao Protocolo de Retomada Gradual Dos Treinamentos proposto pela FPF (Federação Paulista de Futebol) em Ri­beirão Preto. A cidade está na faixa vermelha do Plano São Paulo – que prevê o funciona­mento somente das atividades consideradas essenciais.

O Governo Estadual auto­rizou no dia 17 de junho que os clubes da primeira divisão do futebol paulista voltassem aos treinamentos no dia 1º de julho. O protocolo, porém, veta que as atividades sejam realiza­das em cidades que estejam na faixa vermelha do Plano São Paulo – caso de Ribeirão Preto.

Agora, o Pantera tem duas alternativas para seguir com a retomada. Segundo a Secretaria Estadual de Esportes, a Prefei­tura Municipal tem autonomia para liberar os treinamentos na cidade. Ou seja, o prefeito Du­arte Nogueira (PSDB) pode ou não assinar essa liberação.

A outra alternativa será o Botafogo buscar uma cida­de que não esteja na faixa de classificação vermelha. A re­gião de Barretos, por exem­plo, poderia abrigar a equipe ribeirão-pretana.

A Secretaria de Esportes do Estado de São Paulo che­gou a anunciar nesta terça­-feira (30) que os treinos es­tariam liberados nas cidades que estão no vermelho, após o Governo acatar um pedido feito pelos clubes. No mesmo dia, porém, a Secretaria in­formou que o protocolo se­ria mantido e que os treinos não estão liberados, jogando a responsabilidade da decisão para a Prefeitura.

O Botafogo tem 14 pro­fissionais contaminados pela covid-19, dos quais nove são jogadores do elenco profissio­nal. A tendência é de que nesta quarta-feira o clube dê sequên­cia nas testagens e exames mé­dicos dos jogadores.

O Tricolor, contudo, ainda não sabe se poderá entrar na terceira etapa do protocolo de retomada, que prevê o início da preparação física e técnica de forma gradual. Iniciando com trabalhos individuais, ao ar li­vre, com horários escalonados e, quando for possível, com o uso de mais de um campo.