FIA

Dois dias depois de prota­gonizar ao lado de Lewis Ha­milton a quinta dobradinha consecutiva da Mercedes nesta temporada da Fórmula 1, Valt­teri Bottas liderou a terça-feira de testes coletivos que a catego­ria promoveu em Barcelona. Na mesma pista onde chegou em segundo lugar no GP da Espa­nha e o britânico conquistou a vitória no último domingo, o piloto finlandês cravou o tempo de 1min15s511 para se garantir na primeira posição.

Vice-líder do Mundial, Bottas já havia obtido a pole para a prova espanhola no último sábado. E a marca que lhe garantiu o topo nesta terça foi 0s105 mais lenta do que a estabelecida no treino classifi­catório para a corrida.

A segunda posição do dia na Catalunha foi assegurada pelo monegasco Charles Le­clerc, da Ferrari, que obteve a segunda posição com o tempo de 1min16s933, quase um se­gundo e meio mais lento do que o do finlandês. E os dois pilotos deram 131 voltas cada nos tra­balhos de pista desta terça.

Este teste da intertem­porada serviu, entre outras coisas, para que os pilotos pudessem experimentar di­ferentes tipos de pneus da Pirelli. Bottas usou um deno­minado de C5, que é o mais macio entre os disponibiliza­dos pela fornecedora única de compostos da F-1. Iden­tificado com a cor vermelha, este pneu não estava entre as opções definidas para utiliza­ção das equipes no último GP da Espanha. Já Leclerc testou sua Ferrari com pneus duros, identificados como C2.

Fittipaldi
Piloto de testes da Haas, o brasileiro Pietro Fittipaldi tam­bém foi para a pista nesta terça pela sua equipe e conquistou a sétima posição. Guiando um carro calçado com um tipo de pneu que é um protótipo produ­zido pela Pirelli, o jovem piloto de 22 anos cravou o tempo de 1min18s326 na melhor das 103 voltas que percorreu.

Ele ficou logo atrás do espa­nhol Carlos Sainz, da McLaren, que assegurou a sexta posição com a marca de 1min18s263. E o neto do bicampeão mun­dial Emerson Fittipaldi ficou à frente de outros quatro pilotos: os ingleses Nick Yelloly (Racing Point), Lando Norris (McLaren) e Callum Ilott (Alfa Romeo), respectivos oitavo, nono e dé­cimo colocados, e também do canadense Nicholas Latifi, o úl­timo pela Williams.

Comentários