Bradesco lança startup de carteira digital BITZ

0
18

O Bradesco anunciou o início das operações da startup de carteira digital BITZ. De acesso gratuito, a plataforma da nova companhia já está disponível nas lojas de aplicativos para usuários Android e iOS. O serviço permite efetuar e receber pagamentos e transferências, realizar recargas de celular e emitir boletos.

O portfólio inclui transações gratuitas por TED, dentro dos limites de R$ 5 mil diários e R$ 30 mil mensais. A BITZ fornece cartão de débito pré-pago físico da bandeira Elo, sem taxa ou anuidade, além de cartões virtuais para compras online. Outro recurso livre de cobranças corresponde aos pagamentos por QR Code em maquininhas da Cielo.

Por outro lado, a startup cobra taxas de 1,99% e 4,99% para o recebimento de pagamentos por QR Code efetuados na função débito e crédito, respectivamente. A transação é liquidada no mesmo dia.

A partir de R$ 100, o dinheiro da carteira digital rende 100% do CDI, que garante um retorno superior ao da poupança. A BITZ oferece a emissão ilimitada e gratuita de boletos, que podem ser enviados por links para outros usuários. O serviço conta com sistema de descontos e cashback atrelados ao uso do cartão pré-pago e promoções vigentes. Para saques em caixa eletrônico 24 Horas há uma cobrança no valor de R$ 7,90.

Para usar o aplicativo é necessário realizar um cadastro. O usuário precisa criar uma senha de entrada na plataforma de seis dígitos, assim como informados o CPF, número de celular, e-mail, nome completo, data de nascimento, nome da mãe e endereço. Parte das funções, no entanto, é condicionada ao envio prévio de uma selfie com um documento de identidade (CNH ou RG). O atendimento ao cliente é realizado por conversa no WhatsApp.

De olho no PIX

Em teleconferência na tarde desta segunda-feira, Curt Zimmerman, que será o presidente executivo da BITZ, afirmou que a companhia tem deseja alcançar uma fatia entre 20% e 25% do mercado de carteiras digitais no prazo de três anos. Com quadros societário e financeiro independentes de outras companhias do grupo Bradesco, a startup vai concorrer com marcas já consolidadas no setor, como o PicPay e o Mercado Pago.

O executivo também ressaltou que a plataforma pretende oferecer o sistema de pagamentos instantâneos PIX, como aponta o site Neofeed. “É uma oportunidade de a nossa carteira já nascer interoperando com todas as outras do mercado em um curto espaço de tempo”, afirmou Zimmerman.

Desenvolvido pelo Banco Central, o PIX promete transações seguras com período de liquidação de poucos segundos, sem restrições de datas ou horários, além de soluções de pagamento por QR Code. O lançamento do serviço está previsto para a metade de novembro.

Via: BITZ/Neofeed

Comentários