Brasil passa de 156 mil óbitos por covid

0
25
© Rovena Rosa/Agência Brasil

O Ministério da Saúde anunciou mais 571 óbitos por covid-19 nas últimas 24 ho­ras – cerca de um a cada três minutos – e o total de fale­cimentos em decorrência da doença passou 156 mil nesta sexta-feira, 23 de outubro. Subiu para 156.471, alta de 0,4% em relação aos 155.900 óbitos computados até quin­ta-feira (22). O recorde diá­rio é de 29 de julho, quando o país perdeu 1.595 cidadãos.

Já os casos de coronaví­rus superaram 5,3 milhões. O ministério informou que mais 30.026 pessoas fo­ram infectadas pelo Sars­-Cov-2. Agora, o país soma 5.353.656 contágios por coronavírus, aumento de 0,6% na comparação com os 5.323.630 de quarta-feira, segundo o painel da pasta. O recorde diário também per­tence a 29 de julho, de 69.074 pessoas infectadas.

Do total de infectados até o momento, 4.797.872 já se recu­peraram (89,6%) e 399.313 pa­cientes ainda estão em acom­panhamento (7,5%). Há ainda 2.374 mortes em investigação, segundo divulgação do Mi­nistério da Saúde. A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) caiu para 2,9%. A mortalidade (número de falecimentos por 100 mil habitantes) está em 74,5. Já a incidência (total de casos por 100 mil habitantes) subiu para 2.547,6.

A lista de estados com mais mortes registradas in­clui São Paulo (38.608), Rio de Janeiro (20.115), Ceará (9.244), Minas Gerais (8.686) e Pernambuco (8.531). As Unidades da Federação com menos mortes devido à pan­demia são Acre (686), Ro­raima (691), Amapá (740), Tocantins (1.078) e Mato Grosso do Sul (1.538).

São Paulo também lidera entre os estados com mais casos, com 1.083.641 con­firmados, seguido por Mi­nas Gerais (345.188), Bahia (342.526), Rio de Janeiro (296.797) e Ceará (269.165). As Unidades da Federação com menos casos são Acre (30.121), Amapá (50.968), Roraima (55.269), Rondônia (70.041) e Tocantins (73.902).

O Brasil caiu para o tercei­ro lugar no ranking mundial em número de casos, mas mantém a segundo colocação em óbitos relacionados à pan­demia. A liderança nos dois quesitos é dos Estados Unidos. De acordo com o mapa da Universidade Johns Hopkins, os EUA tinham 223.813 e 8.477.061 casos acumulados às 21 horas de ontem.

Na segunda colocação, em número de casos, segundo o ranking na instituição norte-a­mericana, aparece a Índia, com 7.761.312 infecções e 117.306 óbitos, na terceira posição. De acordo com a universidade, os casos de covid-19 em todo o mundo passaram de 42 mi­lhões e chegaram a 42.039.763. Já as mortes passaram de 1,1 milhão. São 1.141.223.

Consórcio
Segundo o levantamento do consórcio de veículos de imprensa junto às secretarias estaduais de Saúde, o país re­gistrou 566 mortes pela co­vid-19 em 24 horas e agora soma 156.528 vítimas fatais. Com isso, a média móvel de novas mortes no Brasil nos úl­timos sete dias foi de 471 óbi­tos, queda de 22% em relação aos dados de 14 dias atrás.

De acordo com o consór­cio de imprensa, em relação aos casos confirmados, já são 5.355.650 brasileiros com o novo coronavírus desde o co­meço da pandemia, 29.968 desses confirmados no último dia. A média móvel de casos foi de 22.011 por dia, retração de 12% em relação aos casos registrados em 14 dias.

Comentários