30.6 C
Ribeirão Preto
13 de agosto de 2022 | 16:38
Jornal Tribuna Ribeirão
MARCELLO CASAL JR./AG.BR.
Saúde

Brasil supera 670 mil mortes

O Brasil superou 670.000 mortes por covid-19. Atingiu 670.229 nesta sexta-feira, 24 de junho, 334 a mais que as 669.895 de quinta-feira (23). Também ultrapassou 32 mi­lhões de casos de coronavírus. São 32.023.166 desde o iní­cio da pandemia, sendo que 60.384 foram confirmados nas últimas 24 horas. Eram 31.962.782 anteontem.

Já o Estado de São Paulo contabilizava 170.528 óbitos nesta sexta-feira, 101 a mais que os 170.427 de quinta-feira. Os contágios pelo Sars-CoV-2 passaram de 5,6 milhões. Hoje somam 5.665.324. São 397 a mais que os 5.664.927 de ante­ontem, segundo dados do pai­nel do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

Taxa de transmissão
A taxa de transmissão (Rt) do coronavírus na região de Ribeirão Preto era de 0,94 no dia 25 de abril, terminou maio com 1,36. Abriu a semana com 1,57 na segunda (20) e na ter­ça (21) e na quarta (22) fechou em 1,58, na quinta (23) estava em 1,59 e manteve o mesmo índice nesta sexta-feira (24). Significa que, nas 26 cidades do 13º Departamento Regio­nal de Saúde (DRS-XIII), 100 pessoas podem transmitir a doença para outras 159.

No final de março e começo de abril estava em 0,48. No dia 23 de janeiro chegou a 1,92, a maior de toda da pandemia. Ocupa o oitavo lugar no ranking paulista entre as regiões com taxas mais elevadas. A liderança agora é de São José do Rio Preto (1,67). O DRS-VIII, de Franca, é o nono (1,57), e o DRS-V, de Barretos, é o 16º (1,36).

O limite considerado acei­tável pela Organização Mun­dial da Saúde (OMS) é de 1,00. Ribeirão Preto soma 3.332 vítimas fatais da covid-19 e 158.902 contágios por coro­navírus desde o início da pan­demia – números oficiais da Secretaria Municipal da Saúde, que considera a data do início dos sintomas, e não do óbito.

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com