Brasileiros entram para o livro dos recordes com origamis de cães

0
27

O Brasil acaba de ganhar mais um representante no livro dos recordes, ou melhor, uma dupla. Danilo Schwarz e Meire Matayoshi de São Paulo, ganha­ram o título do Guinness World Records para a maior exibição de cães de origami. Com um total de 1.010 peças, a mostra re­presenta o vasto número de cães desabrigados que desejam com­partilhar seu amor incondicio­nal, companheirismo e lealdade com o homem.

O trabalho levou sessenta dias para ser montado, usando papéis coloridos nas cores do ar­co-íris: vermelho, laranja, ama­relo, verde, azul, índigo e roxo. Com o objetivo de destacar o va­lor e a importância dos animais, em particular dos cães.

“A enorme quantidade de origamis de cachorros, simboli­za a grande quantidade de ani­mais que estão buscando um lar e guardando muito amor para dar para nós. Os cachorros re­presentam proteção, bondade, o melhor companheiro e ami­go do homem, um animal que compartilha o puro amor in­condicional com os humanos”, explica Danilo.

O origami é uma forma de arte que se originou no Japão e consiste em dobrar um pedaço de papel cuidadosamente para criar animais e outras formas reconhecíveis. Variando de de­signs básicos a complexos, os artistas transformam o papel em uma infinidade de formas e tamanhos, tudo sem cortar ou colar. Esta técnica de dobragem permite que a criatividade e a imaginação das pessoas aumen­tem – e às vezes, até mesmo leva à quebra de recordes.

Inicialmente, intimidados pelos números que precisavam criar, Danilo e Meire não pre­viram o quão agradável seria a experiência. A prática de dobrar tornou-se terapêutica, o que os ajudou a ter uma sensação de calma e conexão com o mo­mento presente, o que tem sido crucial nestes tempos.

“Dobrar é uma terapia. Você inicia as dobras iniciais e, antes que perceba, já tem a peça pron­ta. Talvez no começo a dobra­dura não saia do jeito que você quer, mas tem que continuar tentando e vai ficar mais fácil com a prática”, explica Meire.

Danilo pretende continuar batendo recordes. Uma de suas aspirações é estabelecer o recor­de da maior aula de astrologia. Os 1.010 Origamis estão procu­rando um lar em São Paulo para isso, quem quiser expô-los deve entrar em contato no e-mail [email protected] para exposição ou o arquiva­mento das peças.