Bruna Louise faz show no Municipal

0
22

O Teatro Municipal de Ri­beirão Preto recebe neste do­mingo, 22 de novembro, em dose dupla, às 18 e às 21 ho­ras, o show de humor “Des­locada”, com a atriz e youtu­ber Bruna Louise. Formada em artes cênicas, foi uma das apresentadoras do programa “A pergunta que não quer calar”, no Multishow. Fez su­cesso com a peça “Deixa eu te contar”, ao lado da vlogueira Kéfera Buchmann.

Que ela é desbocada, isso a gente já sabe. Agora, o que você não sabe é que Bruna Louise mostra mais uma vez a sua força com o seu segundo solo, “Deslo­cada”. Em outubro do ano passa­do, ela esteve em Ribeirão Preto com o show “Desbocada”.

Também grava especiais de comédia para o canal Co­medy Central. Ela já parti­cipou de programas como “Super Pop”, “Legendários”, “Domingão do Faustão” e “Programa do Jô”, mas ficou conhecida pela sua atuação no seu canal “Desbocada” no Youtube. É atriz desde 2001 e já atuou em peças de grandes autores e diretores.

Em 2010, assumiu de vez sua veia cômica e partiu para o stand-up comedy e se tor­nou uma das poucas mulheres do Brasil a se aventurar neste cenário dominado pelos ho­mens. Tanta coragem e bom humor renderam grande noto­riedade na comédia nacional – está entre os destaques da nova geração do humor.

Mostrou isso nos princi­pais shows de humor do Bra­sil e em programas de TV. Em 2019, Bruna Louise foi a res­ponsável pelo primeiro show stand-up solo gravado por uma mulher no Brasil. Um projeto ousado puxado por uma das principais humoris­tas do universo de comédia “de cara limpa”. O show vai destacar com humor diversos assuntos do universo femini­no, subvertendo a lógica tra­dicional das comédias.

Somando mais de 1,5 mi­lhão de seguidores no Insta­gram e quase dois milhões de inscritos em seu canal no YouTube, a comediante che­ga sem papas na língua para falar as verdades não ditas do universo feminino e quebrar tabus sobre a sexualidade da mulher (e do homem tam­bém!). Tudo isso, claro, com muitas piadas sobre as pró­prias desventuras e histórias que já viveu.

“Chegou a vez da mulher também falar o que pensa e com muito humor, por que não? Eu trago minha perspec­tiva sobre o mundo, tiro sarro dos meus próprios problemas e acho que essa é uma maneira de quebrar alguns comporta­mentos dentro da comédia e, talvez, normalizar alguns tabus por aí., diz Bruna Louise.

Um dos maiores destaques do stand-up nacional, a co­mediante lançou seu primeiro show solo em um especial no YouTube, o “Desbocada!”. Atu­almente, a humorista faz parte do elenco do novo programa do Comedy Central, “A Culpa é da Carlota”, uma nova versão de “A Culpa é do Cabral”.

Sob uma perspectiva femi­nina bem-humorada e sarcás­tica, o programa também con­ta com Cris Wersom, Arianna Nutt, Carol Zoccoli e Dadá Coelho. Além disso, Bruna Louise também fez sua estreia na Netflix com o especial de comédia “Lugar de Mulher”, ao lado de Micheli Machado, Cintia Rosini e Carol Zoccoli. A série traz as quatro mulheres falando com leveza e humor sobre política, sexualidade, as­sédio e muito mais.

Os ingressos do primeiro lote custam R$ 70 e R$ 35 – meia-entrada para estudan­tes e professores de escolas públicas e particulares (me­diante apresentação de docu­mento comprobatório como carteirinha da instituição, boleto de mensalidade ou holerite), aposentados (com documento específico) e ido­sos acima de 60 anos (com cédula de identidade, o RG).

Estão à venda apenas no site do Mega Bilheteria (www.megabilheteria.com). O Teatro Municipal fica na praça Alto do São Bento s/nº, Jardim Mosteiro. Para com­pra online há taxa de serviço. O local tem capacidade para receber 515 pessoas, mas re­ceberá no máximo 300 por causa dos protocolos de pre­venção da covid-19 – o es­tacionamento tem 40 vagas. Mais informações pelos tele­fones (16) 3625-6841. O es­petáculo não é recomendado para menores de 14 anos.

O Teatro Municipal reto­mou as atividades depois de sete meses fechado por causa da pandemia do novo coronavírus. Vai manter o limite máximo de ocupação de 60% da capacida­de. Os assentos devem ser mar­cados respeitando a distância se­gura entre pessoas que não são da mesma família.

O intervalo está suspenso. Também está proibida a parti­cipação do público nos palcos e fotos com artistas. Os espaços devem ser higienizados entre uma sessão e outra. A situação é semelhante para os museus, centros culturais e bibliotecas.

Comentários