Bruno Alves vê São Paulo no caminho certo: ‘O mais difícil está sendo feito’

0
18
RUBENS CHIRI/SPFC

O zagueiro Bruno Alves saiu em defesa do técnico Fernan­do Diniz nesta terça-feira (18). Após o treinador ser chamado de burro por parte da torcida no empate por 0 a 0 com o Corin­thians, no último sábado (15), pelo Campeonato Paulista, o jogador afirmou que o trabalho é consistente e que o time está jogando muito melhor do que no ano passado.

Para o defensor, é uma ques­tão de tempo para o desempe­nho ofensivo melhorar – são apenas seis gols em seis jogos – e os resultados aparecerem da maneira que deseja o torcedor. O São Paulo somou apenas nove pontos e está na terceira coloca­ção do Grupo C, atrás de Miras­sol e Inter de Limeira, e fora da zona de classificação.

“O mais difícil está sendo feito, que é envolver todo o time, envolver movimentos de za­gueiro, goleiro, lateral, troca de posicionamento para ter essas movimentações no campo ofen­sivo. Evoluímos muito neste ano, estamos sendo mais agressivos, pisando mais na área, chegando com cinco na área”, elogiou Bru­no Alves.

O jogador admite que os atacantes podem estar sofrendo um pouco pela ansiedade para marcar, mas que isso vai mu­dar em breve. Alexandre Pato, por exemplo, vive um jejum de quase sete meses. Pablo também está enfrentando dificuldades. “O time tem que ser frio, madu­ro. Acredito que quando os gols começarem a sair a confiança e a tranquilidade vão aumentar e as coisas vão fluir melhor”.

Bruno Alves confia no traba­lho de Diniz. E vê o técnico com respaldo da diretoria. “A gente vem numa filosofia boa, evoluin­do bastante. Muitos jogadores evoluíram. Temos uma proposta de jogo. Esse é o caminho, está todo mundo remando para o mesmo lado. Diretoria, comissão e jogadores têm o mesmo obje­tivo, que é levar o São Paulo ao caminho dos títulos. A gente está evoluindo”, discursou.O próxi­mo compromisso será no sábado (21), na Arena Barueri, contra o Oeste, pela sétima rodada do Campeonato Paulista. A equipe de Fernando Diniz terá ainda o jogo diante da Ponte Preta, dia 1º de março, antes da estreia na Copa Libertadores da América. O São Paulo enfrenta o Binacional, dia 5 de março, no Peru.