Calor não dá trégua em RP

0
24
ALFREDO RISK

Ribeirão Preto voltou a registrar temperatura acima de 33 graus Celsius nesta se­gunda-feira, 14 de setembro, depois de um final de semana quente em todo o estado de São Paulo. Por volta das 16 horas de ontem, os termômetros marca­vam 34ºC, com umidade relati­va do ar em 15%.

Na tarde da última quinta­-feira (10), a cidade registrou 38ºC, a temperatura mais ele­vada do ano, registrada em ple­no inverno. O jeito foi apelar para água e sorvete, além de ventiladores e ambientes com ar-condicionado. De acordo com o site Climatempo, a mí­nima de ontem foi de 18ºC, na madrugada, e a máxima che­gou a 36ºC à tarde.

A umidade oscilou entre 13% e 42%. De acordo com o site especializado em meteo­rologia, a mínima nesta ter­ça-feira (15) será de 17ºC e a máxima, de 35ºC, com zero milímetro de chuva e umidade entre 21% e 64%. Para quarta­-feira (16), o Climatempo pre­vê temperatura entre 19ºC e 36ºC sem possibilidade de chu­va e com a umidade relativa do ar oscilando entre 16% e 55%, dependendo do horário.

Diante dos dias mais quen­tes registrados desde o início do mês, a Defesa Civil Estadu­al emitiu um alerta de risco de temperaturas elevadas, baixa umidade relativa do ar e sensa­ção de calor intenso no estado de São Paulo durante a semana. A umidade relativa do ar ideal é de 60%, segundo a Organiza­ção Mundial de Saúde (OMS). Abaixo de 30% o município entra em estado de atenção e quando o índice é inferior a 20% a situação é de alerta.

Abaixo de 12% já é conside­rado um caso de emergência. “Esse calor é decorrente dos ven­tos que sopram do interior do continente somados à presença do Sol e ausência de nuvens. A umidade relativa do ar também pode ficar abaixo de 15% no período vespertino em pratica­mente todas as regiões do esta­do”, diz a Defesa Civil, em nota.

A primavera vai começar no próximo dia 22 e as médias de temperatura registradas em setembro são realmente mais altas se comparadas aos outros meses anteriores do inverno. Além das recomendações para distanciamento social e uso de máscara por causa da pan­demia de covid-19, a Defesa Civil também recomenda que as pessoas evitem exercícios físicos ao ar livre nos períodos mais quentes.

Comentários