Câmara convoca secretário da Saúde

0
73
ALFREDO RISK/ ARQUIVO

A Câmara de Ribeirão Pre­to aprovou, nesta quinta-feira, 6 de fevereiro, a convocação do secretário municipal da Saúde, Sandro Scarpelini. O requerimento é de autoria de Alessandro Maraca (MDB). O titular da pasta terá de prestar esclarecimentos so­bre a contratação de empresa especializada para adequações da Unidade de Pronto Atendi­mento do Sumarezinho (UPA Oeste), na rua Cuiabá.

A votação foi marcada por uma ampla discussão. Agora, o requerimento será transforma­do em projeto de resolução de autoria da Mesa Diretora. De­pois, o Legislativo vai agendar a data da sessão extraordiná­ria para sabatinar Scarpelini. Dezessete vereadores votaram a favor da convocação e nove foram contrários.

Votaram contra André Trin­dade (DEM) – líder do gover­no Duarte Nogueira Júnior (PSDB) na Câmara –, Fabiano Guimarães (DEM), Elizeu Ro­cha (Progressistas), Renato Zu­coloto (Progressistas), Rodrigo Simões (PDT), Bertinho Scan­diuzzi (PSDB), Maurício Gas­parini (PSDB), Gláucia Bereni­ce (PSDB) e Paulinho Pereira (PPS). Mauricio Vila Abran­ches (PTB) não participou da sessão por motivos de saúde.

A prefeitura de Ribeirão Preto abriu licitação com o objetivo de contratar empre­sa especializada para executar obras de adequação no prédio da UPA Oeste. As adequações são necessárias para a insta­lação dos equipamentos mé­dicos, como tubulação para oxigênio. Será de porte 2, com capacidade de atendimento a uma área de abrangência de 100 a 200 mil pacientes.

Comportará 16 consultó­rios, sendo seis pediátricos, além de 16 leitos de retaguar­da, sendo quatro para urgên­cia e emergência. A unidade terá recepção, salas de triagem, acolhimento e serviço social. Também terá banheiros pú­blicos adaptados para pessoas com deficiência, sala de ob­servação de adultos com 12 leitos, posto de enfermagem, sala de urgência, copa de dis­tribuição, salas de isolamento, adequações necessárias para o cumprimento de fluxos e ne­cessidades internas para UPA.

O valor estimado da obra é de R$ 2.287.442,61, e o pra­zo limite para entrega dos en­velopes é até às 8h30 do dia 3 de março, no Departamento de Materiais e Licitações – Di­visão de Compras – Via São Bento s/nº – Jardim Mosteiro. O edital também está dispo­nível na íntegra no site www. ribeiraopreto.sp.gov.br.

A escolha da Organização Social (OS) que vai adminis­trar a UPA Oeste está na fase final e tem duas classificadas: a Fundação de Apoio ao En­sino, Pesquisa e Assistência (Faepa), do Hospital das Clíni­cas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMRP/USP), e a Associação Mahatma Gandhi, da cidade de Catanduva.

O prédio está pronto desde dezembro de 2016, mas não pode ser inaugurado porque faltam mão-de-obra e equipa­mentos. A Secretaria Munici­pal da Saúde não tem recursos para contratar o pessoal neces­sário. A obra custou R$ 1,9 mi­lhão com recursos da União e do município. De acordo com a pasta, sem a parceria não se­ria possível abrir a UPA Oeste por causa do custo e do im­pacto na folha de pagamento, estimado em cerca de R$ 24 milhões por ano.

Comentários