“Eu tenho que ver o que é melhor para o Corinthians. Domingo eu preciso confir­mar essa classificação, tentar ir com força máxima. Só que podemos jogar uma quartas já no sábado, pode ser que a gen­te faça algumas mudanças na quarta, sem querer ajudar ou prejudicar algum clube, pen­sando só no Corinthians mes­mo”, avaliou o comandante.

A possibilidade de ajudar o Tricolor se dá porque tanto Oeste quanto Ituano disputam ponto a ponto a classificação com o clube do Morumbi no Grupo D. O time de Itu lidera com 14 pontos, mesmo núme­ro do São Paulo, ambos dois à frente do Oeste. Ou seja, qual­quer tento conquistado ou des­perdiçado pode ser decisivo nessa reta final.

Com 15 pontos conquista­dos até o momento, o Timão tem um a mais do que a Fer­roviária, segunda colocada, e está cinco à frente do Bragan­tino, terceiro. O time pode até entrar em campo já classifica­do, pois o time de Bragança Paulista atua na sexta-feira e precisa vencer o Ituano para se manter vivo.

A Ferrinha, outra adver­sária na chave, também joga na sexta, deixando o Alvine­gro ciente do que precisa para passar ou até assegurar a pri­meira colocação. Como a pri­meira colocação interessa em termos de mando de campo e até para o acúmulo de pontos visando à próxima fase, o Al­vinegro enxerga o embate do final de semana como funda­mental na sequência.

A possibilidade de descan­sar jogadores já classificados no meio da semana, porém, é valorizada em meio a uma sé­rie de embates que já envolve o início do mata-mata estadual e a sequência da Copa do Brasil. Como Carille dissertou, o Ti­mão pode até atuar já no ou­tro sábado, dia 23, com pouco tempo de recuperação para os seus jogadores.

Comentários