A jovem Débora Dantas de Oliveira, de 19 anos, que teve o couro cabeludo arran­cado em um kart em Recife (PE), no dia 11 de agosto, receberá um transplante de pele retirado das costas dela mesma. Ela segue na Unida­de de Terapia Intensiva (UTI) Hospital Especializado de Ri­beirão Preto e foi submetida a curativos no centro cirúrgico nesta terça-feira (20). O bole­tim médico aponta “melhora significativa das lesões”.

A jovem está consciente e o quadro de saúde é con­siderado estável. Segundo o cirurgião plástico Daniel Ál­varo Alvarez Lazo, na cirur­gia prevista para acontecer no próximo sábado (24), a equipe deve refazer a testa e parte das pálpebras da jovem. O procedimento deve durar entre cinco e sete horas. Na segunda-feira (19), o hospital divulgou nota esclarecendo que o reimplante emergencial feito na semana passada não deu certo.

Um quadro de trombose venosa – um coágulo de san­gue (trombo) bloqueia um vaso sanguíneo, de modo que apenas uma pequena quanti­dade de sangue, ou nenhum, pode fluir através do vaso – foi diagnosticado na primeira intervenção procedida após a transferência de clínicas, preju­dicando o pós-operatório.

Débora foi internada no hospital em Ribeirão Preto no domingo (18), uma semana após o acidente.

O atendimento emergên­cial ocorreu no Hospital de Restauração, em Pernam­buco. O couro cabeludo da jovem foi completamente ar­rancado. Ela usava capacete e touca, e mesmo assim o cabe­lo prendeu no motor do veí­culo que não tinha proteção adequada. O estado de saúde dela é considerado estável e o próximo procedimento, no sábado, marcará o início dos transplantes microcirúrgicos e reconstrução das pálpebras, informou o boletim médico.

Ela perdeu a pele e os ca­belos, desde a altura dos olhos até a nuca, em um acidente de kart em Recife (PE). O docu­mento é assinado pelo médico assistente do Hospital Espe­cializado, o cirurgião plástico Daniel Álvaro Alvarez Lazo, e pelo diretor clínico, Olímpio Colicchio Filho, que acompa­nham a jovem pernambucana em Ribeirão Preto.

Débora está acompanhada do namorado, o microempre­sário Eduardo Tumajan, que veio de Pernambuco a São Pau­lo. Ela estava andando de kart com ele em uma pista no esta­cionamento do Walmart, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, quando o cabelo – que era na altura da cintura – soltou da touca e ficou preso no mo­tor. A pele foi arrancada desde a altura dos olhos até a nuca. A jovem foi socorrida pelo na­morado e levada ao HR.

O Walmart diz que está prestando toda a assistência á jovem e à família e vai provi­denciar a viagem de mais um parente dela para Ribeirão Pre­to. O reimplante do couro ca­beludo foi feito no atendimen­to de emergência. Os médicos conseguiram recuperar e reim­plantar 80% da área atingida. Após a cirurgia, Débora passou por outro procedimento para a retirada de trombos que sur­giram. Na última quinta-feira (15), os médicos do Recife já haviam apontado o risco de o procedimento não funcionar devido ao aparecimento de mi­crotrombos – obstruções nas veias e artérias da área operada.

Por isso, foi indicada a transferência para Ribeirão Preto. Especialista em micro­cirurgia reconstrutiva e pro­fessor assistente do serviço de cirurgia plástica do Baylor Col­lege of Medicine, nos Estados Unidos, Marco Maricevich vai participar da cirurgia de sába­do. Ele deve desembarcar na ci­dade nesta sexta-feira (23). Foi ele quem indicou o Hospital Especializado de Ribeirão Pre­to como o mais recomendado para os procedimentos.

Comentários