Charlie Sheen é acusado por ator de estuprar menino de 13 anos

0
73

O ator Corey Feldman, de Os Goonies, reafirmou sua alegação de que seu colega Corey Haim foi estuprado por Charlie Sheen. A acusação foi feita no documentário (My) Truth: The Rape of Two Coreys, que estreou em um evento em Los Angeles nesta segunda-feira, 9. O crime teria ocorrido durante as gravações do filme ‘A Inocência do Primeiro Amor’, de 1986. Na época, Sheen tinha 19 anos e Haim apenas 13.

Segundo a Entertainment Weekly, no documentário Feldman conta chorando que Haim descreveu com detalhes o acontecimento. “Ele me contou, ‘Charlie me curvou entre dois trailers, passou óleo de cozinha em minhas nádegas e me estuprou em plena luz do dia. Qualquer um podia ter passado, qualquer um podia ter visto’”.

“Ele compartilhou comigo que foi estuprado no set de A Inocência do Primeiro Amor. Ele me contou que foi Charlie Sheen que fez isso”, reforça Susannah Sprague, ex-esposa de Feldman, sobre a denúncia de Haim.

No documentário, Feldman faz outras denúncias sobre pessoas que ele mesmo acusou previamente de abuso sexual. O ator Jon Grisson, o proprietário de casa noturna Alphy Hoffman e o ex-agente Marty Weiss. Ele também disse que o ator Dominick Brascia, morto em 2018, abusou de Haim. Grisson e Weiss negaram anteriormente as acusações.

Em 2017, Brascia disse ao tabloide National Enquirer que Haim o contou que ele e Sheen “fumaram maconha e fizeram sexo”. Na época, Sheen negou as acusações e processou o jornal por difamação.

A primeira menção de Feldman aos abusos que sofreu em sua carreira de ator infantil foi em uma entrevista de 2011. Em sua biografia Coreyography, de 2013, ele menciona o suposto abusador de Haim, sem citar seu nome real.

Corey Haim ficou famoso por Bala de Prata, Sem Licença Para Dirigir e Garotos Perdidos, no qual contracenou com Feldman. Os dois tiveram um reality show juntos, entitulado Os Dois Coreys. Haim morreu em 2010, vítima de uma pneumonia.