LUCAS FIGUEIREDO/ CBF

Os clubes da Série A do Campeonato Brasileiro assi­naram nesta terça-feira, um documento que foi levado à CBF formalizando a criação de uma Liga para organizar a competição, realizada atual­mente pela entidade.

Dirigentes e represen­tantes dos 20 clubes tiveram um encontro nesta tarde com Antonio Carlos Nunes, pre­sidente interino da CBF para a entrega do ofício. O movi­mento ganhou força após o afastamento de Rogério Ca­boclo do comando da enti­dade, acusado de assédio se­xual por uma funcionária, e a ideia é que a liga tenha início já em 2022.

O objetivo dos clubes com a criação da liga é uma maior participação nas decisões da CBF, além de participação igualitária nas eleições pro­movidas pela confederação.

Segundo o documento, além dos clubes signatários, equipes que disputam a Série B desta ano – como Botafogo, Cruzeiro e Vasco – serão con­vidados a integrar a Liga.

Júlio Casares, presidente do São Paulo, publicou um vídeo em sua conta no Insta­gram nesta terça comentando o assunto.

“Precisamos repensar o futebol, mas com muita união, pensando no produ­to do futebol, pensando no crescimento do produto e de todos os clubes. Temos de discutir princípios mercado­lógicos, princípios éticos e de governança”, disse.

Guilherme Bellintani, presidente do Bahia, também opinou. “Há muito o que fazer, e isso começa já. Por novo calendário, mais plane­jamento, investimentos e re­ceitas. Por democracia, com equilíbrio, união e trabalho. Sem conflitos, sem ressenti­mentos. Nós, clubes de fute­bol, queremos chegar mais próximo do que cada brasi­leiro espera de nós.”