COB produz cartilha para os atletas seguirem durante o isolamento

0
15

O Comitê Olímpico do Bra­sil (COB) produziu um manual específico para os atletas com diversas recomendações para evitar o contágio e a prolifera­ção do coronavírus. O material divulgado nesta segunda-feira traz ainda dicas de treinamentos adaptados para o período em que os atletas estarão em isola­mento dentro de casa, por causa da pandemia do coronavírus.

“Vivemos uma situação totalmente atípica. Quando recomendamos isolamento so­cial, lavar bem as mãos, passar álcool em gel, além de higiene ao tossir e espirrar, é justamente para evitar a transmissão do ví­rus. É a única forma de conter­mos essa pandemia”, afirmou a coordenadora médica do COB, Ana Carolina Côrte.

Um ponto da cartilha destaca os esportes coletivos. “Eles têm características de aglomerações: ambientes dos clubes, locais com muitas pes­soas e competições com gran­des públicos. Então, eles são pessoas super importantes no controle da transmissão do ví­rus”, disse a médica.

O manual reforça a im­portância de uma alimentação saudável, que ajude a mantê-los com a imunidade alta, e da qua­lidade do sono. “Devemos lem­brar que eles são seres humanos como quaisquer outros e inspi­ram os mesmos cuidados”, aler­tou a especialista em Medicina do Exercício e do Esporte.

Além dos cuidados com a saúde, o manual orienta que os atletas mantenham o foco nos treinamentos. “Procura­mos apresentar sugestões que contribuam para a efetividade do treinamento, minimizan­do os impactos na mudança de rotina dos atletas. Nosso objetivo é auxiliar e orientar atletas, para reduzir ao míni­mo as perdas físicas e o risco de lesão”, disse o gerente-exe­cutivo de Alto Rendimento do COB, Sebastian Pereira.

Desenvolvido pela equipe de preparação física do COB, o programa de treinos pode ser realizado em qualquer ambien­te e possui múltiplas possibili­dades de adaptação das ativida­des. “Assim que ultrapassarmos essa etapa, temos que levar em consideração o retorno aos treinamentos técnicos de alta intensidade, que devem ser de forma gradual. Todos estarão em condições para suportarem os treinamentos, foco principal ao sairmos dessa crise”, afirmou o ex-judoca.