ônibus da Rápido D´Oeste, que integra o Pró-Urbano em RP - Foto: Divulgação

PróUrbano atribui problemas a queda no número de usuários do transporte coletivo

No início desta terça-feira, aproximadamente às 5 horas da manhã, funcionários da Rápido D´Oeste atrasaram a saída dos ônibus, da empresa, que atua no transporte coletivo de Ribeirão Preto.

O motivo da paralisação na garagem da empresa foi o atraso no pagamento da primeira parcela do 13º. Salário dos motoristas. A Rápido D´Oeste integra o Consórcio PróUrbano e é responsável por 40% da frota do Consórcio, cerca de 140 veículos.

Após a paralisação, que durou cerca de uma hora, a empresa se comprometeu a fazer o pagamento total do 13º salário até o dia 15 de dezembro. Quarenta e quatro linhas foram afetadas.

Em nota o PróUrbano confirmou que a paralisação de hoje ocorreu devido ao atraso no pagamento da primeira parcela do 13° Salário. Diz o texto: “infelizmente a situação das empresas de transporte de Ribeirão Preto é crítica. O contrato está desequilibrado devido a forte queda no número de passageiros pagantes, provocando um forte impacto no caixa das empresas, que são obrigadas a recorrer à empréstimos. A empresa já se organizou e está programando o pagamento de ambas as parcelas, tanto a primeira quanto a segunda no dia 15 de dezembro”.