Foto: Governo de São Paulo

O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran. SP) lançou novo concurso público com 400 vagas de níveis médio e superior e salários iniciais de R$ 1.863 e R$ 4.657,50, respectiva­mente, conforme edital publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) do último sábado, 30 de março. Para as regiões administrativas de Ribeirão Preto, Franca e Barretos são 59 vagas em 31 cidades.

Em Ribeirão Perto, são 25 vagas nos municípios de Altinó­polis, Barrinha, Brodowski, Cajuru, Cravinhos, Guariba, Jaboticabal, Jardinópolis, Monte Alto, Pitan­gueiras, Pradópolis, Santa Rosa de Viterbo, Serrana e São Simão. Já para Franca têm 18 oportunidades em Guará, Sales Oliveira, Igarapa­va, Ituverava, Miguelópolis, Morro Agudo, Orlândia e Pedregulho. Para região de Barretos são 18 vagas em Barretos, Bebedouro, Cajobi, Colina, Guaíra, Monte Azul Paulista, Olímpia, Pirangi e Viradouro.

As inscrições começam às dez horas de sexta-feira, 5 de abril, e vão até as 14 horas de 6 de maio , exclusivamente pelo site da orga­nizadora da seleção, a Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc. com.br), ao custo de R$ 45 ou R$ 75. O pagamento deve ser feito até a data de encerramento e dentro do horário bancário.

As 400 vagas abrangem todas as regiões administrativas do Estado e destinam-se às unidades do De­tran.SP em 224 cidades. O concurso público terá validade de dois anos, contados da data de publicação do resultado final, prorrogável por igual período.

São oferecidas 200 oportuni­dades para empregos públicos de oficial estadual de trânsito (médio) e outras 200 para agente estadual de trânsito (nível superior em qualquer área de formação), com contratação sob o regime celetista e carga sema­nal de 40 horas.

O último concurso do Detran. SP ocorreu em 2013 e disponibili­zou 1.200 vagas para 217 cidades. Diferentemente da seleção anterior, o novo concurso exigirá redação e trará questões de Direito Constitu­cional, além de demandar conheci­mento maior em legislação de trân­sito. A candidatura também deve ser direcionada à cidade de interesse e não à região, como no anterior. Não haverá prova de títulos.

Inscrições – Para participar do concurso, é preciso ter idade mínima de 18 anos completos até a data de admissão, estar com o Cadastro de Pessoa Física (CPF) regular, não possuir antecedentes criminais e estar em dia com a Justiça Eleitoral, entre outros requisitos descritos no edital. Os candidatos à carreira de agente de trânsito devem ter Cartei­ra Nacional de Habilitação (CNH), no mínimo, na categoria B.

O candidato poderá se inscrever para as duas carreiras, mas deve prestar atenção aos horários de provas para programar o desloca­mento. No momento da inscrição, o participante deve indicar o código da opção do emprego público e unidade de atendimento para a qual pretende concorrer.

Quem comprovar que doou sangue pelo menos três vezes nos últimos 12 meses poderá pedir a isenção da taxa de inscrição. Cidadãos regularmente matriculados no ensino médio, curso pré-vestibular ou supe­rior poderão ter 50% do valor reduzido, desde que estejam desempregados ou recebam remuneração mensal inferior a dois salários mínimos, devendo comprovar a situação de acordo com as especificações do edital. As solici­tações podem ser feitas até as 23h59 do dia 9 de abril no site da Fundação Carlos Chagas (FCC).

As provas para oficiais e agen­tes de trânsito serão promovidas no mesmo dia, em 7 de julho, nos períodos da manhã e da tarde. Os horários e os locais serão informa­dos diretamente aos candidatos pela FCC via e-mail. Também será publicado edital de convocação para as provas nos sites da organizadora, do Diário Oficial do Estado e do Detran.SP.

A seleção será composta por provas objetivas de conhecimentos gerais e específicos, com ques­tões de múltipla escolha e prova discursiva (redação), com pesos diferentes entre elas. Os testes terão caráter habilitatório e classificatório e o tempo máximo para conclusão será de 4h30.

Ao todo, os candidatos terão de responder 60 perguntas de portu­guês, matemática e raciocínio lógi­co, noções de informática, Direito Constitucional, Direito Administra­tivo e legislação de trânsito (Código de Trânsito Brasileiro e resoluções do Conselho Nacional de Trânsito). O conteúdo programático completo pode ser consultado no edital.

Será habilitado quem obtiver média ponderada igual ou supe­rior a seis nas provas objetivas e discursiva, observado o sistema de pontuação diferenciado. Importante ressaltar que não será permitido zerar em nenhuma das disciplinas das provas objetivas. A Fundação Carlos Chagas disponibiliza um ser­viço de atendimento ao candidato pelo telefone (0XX11) 3723-4388, de segunda a sexta-feira (dias úteis), das 10 às 16 horas.

Comentários