Jornal Tribuna Ribeirão

Conectar solicita liberação de autoteste

RICARDO MORAES/REUTERS

O Consórcio Conectar, associado à Frente Nacional de Prefeitos (FNP), pediu ao Ministério da Saúde e à Agên­cia Nacional de Vigilância Sa­nitária (Anvisa) liberação da venda em farmácias de testes de covid-19 para uso próprio. A solicitação foi apresentada diante do crescimento dos ca­sos de coronavírus em todo o país impulsionado pela varian­te Ômicron.

Na quarta-feira, 12 de ja­neiro, havia 402.496 casos da doença ativos em acompa­nhamento. Há uma semana, o número era de 116.118 casos. O propósito da liberação para comercialização do chamado autoteste é permitir uma es­tratégia de testagem massiva no Brasil. O exame para diag­nóstico da covid-19 é condição importante, segundo a entida­de para as medidas de isola­mento dos infectados.

No ofício, a FNP caracte­rizou o autoteste como “uma das grandes estratégias para o enfrentamento da pande­mia de covid-19, já empre­gada com sucesso por alguns países”. O consórcio também solicitou ao Ministério da Saúde o envio de mais testes para os municípios como for­ma de massificar a estratégia de diagnóstico da doença.

Em 6 de janeiro, o Minis­tério da Saúde se comprome­teu com a distribuição aos municípios de mais de seis milhões de testes contra a covid-19 do tipo antígeno, de um total de 30 milhões pre­vistos até o fim do mês. A dis­tribuição foi confirmada pelo secretário executivo da pasta, Rodrigo Cruz, em encontro com o presidente do Consór­cio Conectar, Gean Loureiro (DEM), prefeito de Florianó­polis (SC).

O Conectar pede reforço na estrutura de testagem em todo o país, apoio ambulato­rial e com medicamentos anti­gripais. O Ministério da Saúde afirma que o compromisso assumido será efetivado por um contrato já vigente com a Fundação Oswaldo Cruz (Fio­cruz), na tentativa de conter a ampliação dos quadros gripais e de doenças respiratórias en­tre a população.

O prefeito Duarte Noguei­ra (PSDB), de Ribeirão Preto, é vice-presidente de Relações com o Congresso Nacional no biênio 2021 a 2023 pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP). A cidade também faz parte do Consórcio Conectar.

Gripe
Outra solicitação feita em ofício pelo Conectar foi de refor­ço nos estoques de medicamen­tos como os antigripais, dada a alta demanda apresentada na rede assistencial dos municípios consorciados. A distribuição dos medicamentos também será providenciada pelo Ministério da Saúde nos próximos dias, viabilizada por contrato com o Laboratório BioManguinhos, do Rio de Janeiro.

O ministério também deve atualizar nos próximas dias a orientação para isolamento de pacientes, de acordo com uma reavaliação técnica também discutida com o Conectar na noite desta quinta-feira. Novos estudos indicam a diminuição do prazo de isolamento para pessoas assintomáticas, que passará para cinco dias, já as com sintomas, serão atualiza­das para sete dias.

Liderado pela Frente Na­cional de Prefeitos, o Con­sórcio Conectar é uma mo­bilização inédita que propõe soluções inovadoras para a ges­tão da saúde. Congrega mais de duas mil cidades de todo o país e representa os interesses de mais de 150 milhões de bra­sileiros, consolidando-se como o maior consórcio público de saúde do país.

Fundamentado na lei nú­mero 11.107/2005, é instru­mento executivo para a reso­lução dos desafios do Sistema Único de Saúde (SUS) e apos­ta em estratégias que geram economia e otimizam os re­cursos municipais, como a compra coletiva de insumos médico-hospitalares, medica­mentos e serviços de saúde.

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
AllEscort