Jornal Tribuna Ribeirão

Convite para a coletiva de imprensa virtual com Ana Cañas

Ana Cañas é a mais nova integrante do time de apresentadores do Canal Brasil. A cantora estará à frente de “Sobrepostas”, programa em que encontrará mulheres cis e trans para conversas sobre sexualidade feminina. A atração, criada e dirigida por Lívia Cheibub e Martina Sönksen, estreia na segunda, dia 25/10, às 23h45 – na mesma data, os três primeiros episódios estarão disponíveis nas plataformas de streaming Canais Globo e Globoplay + Canais ao Vivo.

A cada programa, Ana Cañas recebe convidadas em uma casa para conversarem sobre temas relacionados à sexualidade e à energia que motiva as mulheres a encontrarem prazer, afetos e intimidade. A abordagem dos temas não se dará sob o olhar do estranho – como algo a ser desvendado pelo olhar de especialistas, mas sob a perspectiva de mulheres cis e trans que são protagonistas das suas próprias narrativas. As trocas têm o intuito de naturalizar o assunto e inspirar mulheres de todas as idades a resgatarem suas próprias memórias da iniciação sexual, passando pelos momentos de excitação, frustração, autoconhecimento, desejo e fantasias, incentivando a conversa de forma natural e acolhedora.

Ao longo do programa, cenas ficcionais dialogam com as experiências compartilhadas pelas convidadas. Essas imagens são sensoriais e buscam a poética sexual de cada pessoa, de cada corpo.

 

Sobre “Ana Cañas canta Belchior”

Ana Cañas Canta Belchior é um projeto iniciado durante a pandemia de Covid-19, que nasceu com a ideia de uma live única e transformou-se em um álbum e uma turnê integralmente dedicados ao compositor cearense. A emocionante repercussão de público sobre a interpretação de Ana Cañas, aliada ao mergulho profundo que ela fez na obra de Belchior, foram fundamentais para que a iniciativa seguisse e se tornasse o novo álbum da artista.

O lançamento do álbum na íntegra acontece no dia 20 de outubro nas plataformas de streaming, mas desde maio algumas canções já foram lançadas e ganharam videoclipes emblemáticos, como Coração Selvagem (com participação de Lee Taylor), Alucinação (no qual Ana contracena com Maria Casadevall) e Sujeito de Sorte, no qual 46 artistas – incluindo Wagner Moura, Bruno Gagliasso e Elza Soares – participam entoando um dos clássicos de Belchior.

Deixe o seu comentário:

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com