A partir desta sexta-feira (1º), as 32 seleções que disputarão a Copa do Mundo de 2018, que será realizada a partir de 14 de junho, na Rússia, saberão quem vão enfrentar na fase de grupos da competição – bem como seus dias e horários de jogos.

Nesta semana, a Fifa anun­ciou as regras para o sorteio, que começará a partir das 13h (ho­rário de Brasília), definindo que haverá dois times europeus em seis grupos e uma seleção do Ve­lho Continente em outros dois.

Isso porque a Europa é a região com mais países na dis­puta e, com essa configuração, não há risco de uma chave ficar sem um representante europeu. Já as outras confederações não poderão ter duas equipes no mesmo grupo.

Confira os principais deta­lhes do sorteio: As 32 seleções serão divididas em oito grupos de quatro equipes, assim como aconteceu no último Mundial, disputado no Brasil, e seus no­mes estarão separados em qua­tro potes.

O primeiro é o dos cabeças de chave: os sete melhores colo­cados no ranking da Fifa (Ale­manha, Brasil, Portugal, Argen­tina, Bélgica, Polônia e França) e a Rússia, anfitriã do evento.

No pote dois, estão as sele­ções de Espanha, Peru, Suíça, Inglaterra, Colômbia, México, Uruguai e Croácia; no três, Dina­marca, Islândia, Costa Rica, Sué­cia, Tunísia, Egito, Senegal e Irã; e, no quatro, Sérvia, Nigéria, Aus­trália, Japão, Marrocos, Panamá, Coreia do Sul e Arábia Saudita.

A única posição já definida antes do sorteio é a da Rússia, que, por ser a “dona da casa”, estará na posição A1. Por isso, a bolinha com o nome do país terá uma cor diferente – vermelha, enquanto as demais serão azuis. Todas as outras serão escolhidas na sorte. Após mostrar o bilhete com o nome da Rússia, inicia o sorteio de fato. A primeira defi­nição será a dos grupos dos sete cabeças de chave restantes – B1 a H1. A partir de então, começa a separação das equipes pelas or­dens dos potes: 2, 3 e 4.

Também será sorteada a posição de cada seleção no grupo, pois isso interfere na sequência dos jogos. Por exem­plo, quem for o A2 fará a par­tida de abertura da competição contra a Rússia.

No entanto, pode acontecer uma alteração nesse momento, caso uma seleção de uma confe­deração, que não seja a Uefa, caia no mesmo grupo de uma equipe de seu continente. Por exemplo, se o Uruguai for sorteado para a chave do Brasil, ele será automa­ticamente repassado para o pró­ximo grupo – desde que a cabeça de chave não seja a Argentina.

De acordo com a Fifa, o sor­teio das equipes deve demorar cerca de 30 minutos, mas a trans­missão – que conta com shows e vídeos – deve ser de uma hora.

A apresentação do sorteio está a cargo do ex-jogador in­glês Gary Lineker e da russa Maria Komandnaya. Para aju­dar no sorteio das bolinhas, sete representantes de cada uma das seleções que já con­quistaram a Copa do Mundo participarão do evento.

Os escolhidos pela Fifa fo­ram o brasileiro Cafu, o argen­tino Diego Maradona, o italiano Fabio Cannavaro, o uruguaio Diego Forlán, o inglês Gordon Banks, o francês Laurent Blanc e o espanhol Carles Puyol.

Comentários