RODRIGO COCA / AG.CORINTHIANS

Após empatar com o São Paulo em casa, na Neo Quí­mica Arena, o Corinthians voltou aos trabalhos na tar­de desta segunda-feira. Mas apenas os jogadores reservas foram a campo no CT Dr. Joaquim Grava, já visando a partida contra o Sport Huan­cayo, em Lima, na quinta, pela Copa Sul-Americana.

O técnico Vagner Man­cini praticamente só contou com os reservas na ativida­de em campo. Os titulares no clássico fizeram apenas treino regenerativo na parte interna do CT. Os demais fo­ram para o gramado para um trabalho técnico de passes e marcação pressão em espaço reduzido. Depois, treinaram cruzamentos e finalizações

A novidade do dia foi o lateral-esquerdo Biro. Ele ini­ciou nesta segunda a transi­ção do departamento médico para o setor de preparação fí­sica. O jogador se recuperou de uma lesão muscular no posterior da coxa esquerda. Mas ainda não tem previsão exata para ser liberado para retomar os treinos normal­mente, com chances de voltar a ser relacionado.

Biro tem apenas 16 anos e é uma das apostas do clube paulista, e não somente para o futuro. Com dificuldades financeiras, o Corinthians vem dando maior espaço para jogadores mais jovens, prin­cipalmente pratas da casa. O adolescente, na avaliação da comissão técnica, tem poten­cial para ser o sucessor natural do experiente Fábio Santos.

Na noite de domingo, após o clássico, Mancini indi­cou que deve dar ainda mais espaço para os atletas mais jo­vens na sequência do Paulis­tão, indicando que veteranos como o próprio Fábio Santos poderão perder vaga para os menos experientes. “Todos os atletas que saíram deram força àqueles que foram en­trando. Eu tenho como hábi­to conversar com diversos jo­gadores ao longo da semana, eu fiz isso olhando no olho”, disse o treinador, ao explicar por que não escalou o lateral­-esquerdo e Gil entre os titu­lares no domingo.

O Corinthians volta a treinar na manhã desta ter­ça-feira. Ao fim da atividade, a delegação embarca para a capital do Peru, para seu ter­ceiro duelo nesta Copa Sul­-Americana.