Jornal Tribuna Ribeirão

Corinthians treina com quarteto de reforços e sem Jô para clássico com Palmeiras

RODRIGO COCA/AG.CORINTHIANS

A tão aguardada estreia do quarteto de reforços do Corinthians juntos vai ocor­rer neste sábado. A não ser que seja um blefe do técnico Sylvinho, Giuliano, Rena­to Augusto, Willian e Roger Guedes estarão desde o início na Neo Química Arena para o clássico com o Palmeiras. O treinador utilizou os quatro contratados no trabalho final para o dérbi. Jô acabou per­dendo a posição para o jovem Gabriel Pereira e Cantillo foi o escolhido para a vaga de Gabriel, suspenso.

Xavier seria o substituto imediato do volante, mas Syl­vinho acena em apostar numa equipe mais leve e rápida para acabar com o jejum de três partidas sem vitórias no Bra­sileirão. Apesar de não perder há sete partidas, o time empa­tou as últimas três, todas por 1 a 1, diante de Juventude, Atlé­tico-GO e América-MG.

O Corinthians precisa ganhar para seguir bem na disputa por vaga na Copa Li­bertadores e Sylvinho deve ousar. As recentes críticas por causa dos tropeços parecem ter convencido o treinador que o esquema com um ho­mem fixo na área não estava funcionando.

“Me sinto confortável no sistema, é uma posição que eu já exercia em boa parte da minha carreira. Alter­nei jogando um pouco mais adiantado, mas agora estou no processo de readaptação”, afirmou Giuliano, que deve ser o segundo volante no clássico. Antes, atuava como terceiro homem do meio.

Giuliano garante que des­de sua chegada teve obriga­ção de ajudar na marcação e revela não ser exclusividade sua. “A obrigação de marcar é de todos, se você não tem um atacante que pressione um za­gueiro, um extremo que aperte o lateral, se não pressionar na frente, isso vai prejudicar todo mundo atrás”, enfatizou. “São jogadores com características diferentes, mas todos devem ter essa obrigação. É marcar sem a bola, sofrer quando ti­ver de sofrer, mas com a bola impor o nosso jogo.”

O meia pediu paciência após os empates, disse que os reforços ainda precisam se entrosar, ganhar ritmo, e que não é sempre que a equi­pe “ganhará por 3 a 0”. “Ain­da não fizemos uma partida inteira juntos. Mas temos de acreditar que estamos fazen­do o nosso melhor. Se as pes­soas enxergam como três em­pates seguidos, eu vejo como sete jogos sem perder depois de figurar numa posição ruim” seguiu, garantindo não existir motivos para pressão.

Pela paz, porém, Sylvinho tende a mudar a escalação. O provável Corinthians para este sábado deve ter Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Cantillo; Willian, Renato Au­gusto, Giuliano e Gabriel Pe­reira; Roger Guedes.

Deixe o seu comentário:

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com