Jornal Tribuna Ribeirão

Coronavírus em RP – Taxa de transmissão passa de 1,50

DADO RUVIC/REUTERS

A taxa de transmissão (Rt) do coronavírus em Ribeirão Preto começou o ano em alta, superou a casa de 1, ultrapas­sou 1,30, nesta sexta-feira, 14 de janeiro, era de 1,35, no do­mingo já havia chegado a 1,40, a quinta mais alta do estado, e nesta segunda-feira (17) atingiu 1,56, uma das mais elevadas de toda a pandemia. Significa que 100 pessoas po­dem transmitir a doença para outras 156.

Chegou a 0,56 em setem­bro e oscilou entre 0,60 e 0,90 até dezembro. Ontem ocupava o sexto lugar do ranking pau­lista, atrás de Piracicaba (1,67), Bauru (1,63), Araraquara (1,57), Araçatuba (1,57) e da Rt da ca­pital do Estado (1,57). O limite considerado aceitável pela Or­ganização Mundial da Saúde (OMS) é de 1,00.

A cidade já tem transmis­são comunitária da variante Ômicron e do vírus H3N2, da influenza. Uma pesquisa do Instituto Butantan cons­tatou que, na última semana de dezembro, 90% dos no­vos casos de coronavírus no estado de São Paulo eram da nova cepa do Sars-Cov-2. Na região de Ribeirão Preto, o índice ficou em 65%.

Casos avançam na cidade
Segundo o último boletim epidemiológico, até 14 de ja­neiro Ribeirão Preto somava 3.031 mortes por covid-19 e 118.857 casos de coronavírus confirmados desde o início da pandemia, 3.231 anunciados em apenas uma semana, cerca de um a cada três minutos e 12 segundos. Eram 115.627 até dia 7, alta de 2,8%.

Somente em 13 dias de janeiro a cidade soma 3.874 casos de covid, média de 298 por dia. O total de mortes por covid-19 no ano passado, de 1.980, já é 89,5% superior ao registrado em 2020 (de mar­ço a dezembro), de 1.045. São 935 a mais. Há seis óbi­tos oficiais em 2022, mas oito pessoas morreram neste mês.

Em 2021, Ribeirão Preto registrou mais de 73 mil ca­sos confirmados. São 73.006, alta de 73,9% em relação aos 41.977 do ano passado, 31.029 a mais. A quantidade total de pessoas infectadas equivale a 16,5% da população da cida­de, de 720.116 habitantes, se­gundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Mais de 621 mil mortes no Brasil
O Brasil soma 621.166 mor­tes por covid-19 nesta segun­da-feira, 121 a mais que as 621.045 de domingo (16), alta de 0,02%. Tem 23.074.791 casos de coronavírus des­de o início da pandemia, 74.134 confirmados nas úl­timas 24 horas, aumento de 0,3% na comparação com os 23.000.657 de anteontem.

Já o Estado de São Pau­lo contabiliza 155.741 óbitos, doze a mais que os 155.729 de domingo, aumento abaixo de 0,01%. São 4.501.846 contá­gios pelo Sars-CoV-2, ou 1.330 a mais que os 4.500.516 de an­teontem, elevação de 0,03%.

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
AllEscort