Covid-19 está em 75% das cidades paulistas

0
24
SUSANA VERA

Nesta quarta-feira, 20 de maio, São Paulo registrava 5.363 mortes em decorrência do novo coronavírus, alta de 4,2% em relação às 5.147 de terça-feira (19), com 216 óbi­tos confirmados nas últimas 24 horas – nove a cada 60 minu­tos. O estado também totaliza 69.859 casos confirmados de covid-19, aumento de 5,85% em comparação com os 65.995 de anteontem, 3.864 a mais em apenas um dia.

Também há uma ou mais pessoas infectadas em 484 das 645 cidades paulistas (75%). Foi registrada pelo menos uma vítima fatal em 223 mu­nicípios (34,6%). A taxa de letalidade é de 7,7%. Até o momento, o estado contabiliza 14.130 pessoas curadas após terem sido infectadas pelo novo coronavírus. A informa­ção foi passada pelo secretário estadual da Saúde de São Pau­lo, José Henrique Germann.

Há 10.814 pacientes in­ternados em hospitais paulis­tas, sendo 4.169 em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs, 38,5%) e 6.645 em enfermaria (61,5%). A taxa de ocupação dos leitos de UTI reservados para atendimento a covid-19 é de 71,7% no estado e de 87,9% na Grande São Paulo.

Perfil da mortalidade
Entre as vítimas fatais estão 3.165 homens (59%) e 2.198 mulheres (41%). Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 73,1% das mortes. Entre sexta-feira (15) e sábado (16), duas crianças morreram pelo coronavírus na capital. Ao todo, o estado já contabiliza seis vítimas infantis pem de­corrência do novo coronavírus, que variam entre sete meses a nove anos de idade.

Observando faixas etárias subdividas a cada dez anos, nota-se que a mortalidade é maior entre 70 e 79 anos (1.299 do total), seguida por 60-69 anos (1.235) e 80-89 (1.039). Também faleceram 347 pesso­as com mais de 90 anos. Fora desse grupo de idosos, há tam­bém alta mortalidade entre pessoas de 50 a 59 anos (760 do total), seguida pelas faixas de 40 a 49 (389), 30 a 39 (225), 20 a 29 (45) e 10 a 19 (15), e nove com menos de dez anos.

Os principais fatores de risco associados à mortali­dade são cardiopatia (58,8% dos óbitos), diabetes mellitus (43,3%), doença neurológica (11,3%), doença renal (10,4%) e pneumopatia (9,5%). Outros fatores identificados são imu­nodepressão, obesidade, asma e doenças hematológica e he­pática. Esses fatores de risco foram identificados em 4.343 pessoas que faleceram por co­vid-19 (ou 81%).