Covid-19 faz a 20ª vítima em RP

0
55

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) confirmou mais uma morte por covid-19 nesta terça-feira, 26 de maio. Outros dois óbitos foram anunciados no final de semana prolongado e a cidade já soma 20 faleci­mentos óbitos em decorrência do novo coronavírus, além de 860 pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2. A taxa de letali­dade é de 2,3%, inferior aos índices regional (4%), estadu­al (7,4%), nacional (6,3%) e mundial (6,3%).

Segundo o Boletim Epide­miológico do Departamento de Vigilância em Saúde, foram duas mortes no domingo (24), de um homem de 64 anos com diabetes mellitus, doença car­diovascular crônica e doença renal crônica que estava inter­nado na Santa Casa, e de uma mulher de 73 anos com sín­drome metabólica que estava no Hospital das Clínicas.

Na segunda-feira (25), Ri­beirão Preto registrou o fale­cimento da mais idosa vítima do coronavírus na metrópole, uma senhora de 99 anos com diabetes mellitus e hipertensão arterial. Estava internada em hospital público. Neste mês, em 16 dias, desde 9 de maio, Ribeirão Preto registrou doze falecimentos, quatro a mais que os oito registrados entre o final de março e abril.

Por sexo, são dez homens (50%), de 36 anos, 41, 57, 64, 68, 73 (duas vítimas), 76, 79 e 87 anos, e dez mulheres (50%), de 51 anos, 58, 70, 76, 80, 85, 88, 89 e 99 anos de idade. De­zenove tinham alguma co­morbidade como doença car­diovascular, crônica, diabetes, pneumopatia, doença neuro­lógica crônica, imunodefici­ência e doença renal crônica (95%). Apenas o homem de 76 anos não tinha doença au­toimune (5%).

Quatro pessoas tinham menos de 60 anos (20%) e 16 eram sexagenárias, septuage­nárias, octogenárias ou nona­genárias (80%). O inquérito de avaliação da prevalência de marcadores virológicos e soro­lógicos do novo coronavírus (Sars-CoV-2) na população de Ribeirão Preto, realizado entre 1º e 3 e maio, constatou que 1,21% dos mais de 700 entre­vistados está com a covid-19. Com base nessa pesquisa, o Hospital das Clínicas e a Secre­taria Municipal da Saúde esti­mam que 8.305 ribeirão-preta­nos estejam com a doença.

O mesmo estudo constatou que o novo coronavírus mata um em cada mil pacientes in­fectados em Ribeirão Preto. O relatório final da pesquisa con­cluiu que a letalidade da doen­ça é de 0,10%, número inferior ao de capitais como São Pau­lo, Fortaleza (CE) e Manaus (AM). As 15 equipes envolvi­das entrevistaram e testaram 709 casas divididas em cinco distritos sanitários da cidade para detectar a presença de an­ticorpos contra o coronavírus.

As mortes por covid-19 em RP
– 26 de março: homem, 36 anos, imunodeficiente e com doença renal crônica Estava internado em hospital público
– 3 de abril: homem, 76 anos, sem comorbidades Estava internado em hospital privado
– 4 de abril: mulher, 89 anos, tinha doença neurológica crônica Estava internada em hospital público
– 5 de abril: homem, 57 anos, tinha diabetes mellitus e doença cardiovascular crônica Estava internado em hospital público
– 13 de abril: homem, 87 anos, tinha doença cardiovascular crônica, doença neurológica crônica Estava internado em hospital público
– 23 de abril: homem, 73 anos, tinha diabetes mellitus e doença pulmonar crônica Estava internado em hospital público
– 25 de abril: homem, 79 anos, tinha doença cardiovascular crônica, doença neurológica crônica Estava internado em hospital privado
– 26 de abril: mulher, 70 anos, tinha diabetes mellitus e doença cardiovascular crônica Estava internada em hospital privado
– 9 de maio: mulher, 88 anos, tinha diabetes e doença cardiovascular crônica Estava internada em hospital privado
– 10 de maio: mulher, 51 anos, tinha diabetes, doença cardiovascular crônica e doença pulmonar crônica Estava internada em hospital privado
– 12 de maio: mulher, 76 anos, tinha diabetes e doença cardiovascular crônica Estava internada em hospital público
– 14 de maio: mulher, de 80 anos, tinha doença cardiovascular crônica Estava internada em hospital público
– 14 de maio: homem, 68 anos, tinha diabetes mellitus e doença cardiovascular crônica Estava em casa
– 15 de maio: mulher, 58 anos, tinha diabetes mellitus Estava em casa
– 16 de maio: homem, de 41 anos, com obesidade grau 3 e hipertensão arterial Estava internado na Santa Casa
– 19 de maio: homem de 73 anos, tinha doença cardiovascular crônica e doença hepática crônica Estava internado em hospital público
– 20 de maio: mulher de 85 anos, tinha diabetes mellitus e doença cardiovascular crônica Estava internada em hospital particular
– 24 de maio: homem de 64 anos, tinha diabetes mellitus, doença car­diovascular crônica e doença renal crônica Estava internado na Santa Casa
– 24 de maio: mulher de 73 anos, tinha síndrome metabólica Estava internada no Hospital das Clínicas
– 25 de maio: mulher de 99 anos, tinha diabetes mellitus e hipertensão arterial Estava internada em hospital público