Criminalidade recua durante a pandemia

0
27

Segundo os dados do le­vantamento “Estatísticas da Criminalidade”, divulgados pela Secretaria de Estado da Secretaria da Segurança Pú­blica de São Paulo (SSP/SP), a incidência de crimes recuou geral em cinco meses deste ano em Ribeirão Preto – dois deles em meio à quarentena imposta devido à pandemia do novo coronavírus – na comparação com o mesmo período de 2019.

Todos os indicadores de crimes contra o patrimônio e contra a vida apresentaram queda ou ficaram estáveis na comparação com o mesmo período de 2019: furtos, rou­bos, furtos, roubos de veículos, estupros, homicídios e latrocí­nios (roubo seguido de morte).

Ribeirão Preto registrou 21 homicídios nos dois perí­odos – um por semana. Po­rém, em maio do ano passado ocorreram mais mortes, seis contra quatro do mesmo mês de 2020, dois a menos e queda de 33,3%. A cidade também registrou três latrocínios em 2020, em fevereiro, março e abril, contra dois de 2019.

No quinto mês dos dois anos não houve esse tipo de atentado contra a vida.

Somando as duas moda­lidades – homicídios e latro­cínios –, Ribeirão Preto soma 24 assassinatos entre 1º de janeiro e 31 de maio, um a cada seis dias. A ocorrência de estupros despencou 46,4% na pandemia, de 28 para 15 casos, treze a menos em cin­co meses deste ano.

Em doze das denúncias fei­tas em 2020 as vítimas eram vulneráveis (80%) – crianças ou adolescentes –, enquanto que, no ano passado, 16 eram meno­res de idade (57,1%). Foram três denúncias em maio deste ano, contra cinco do mesmo mês do exercício anterior, duas a menos e queda de 40%.

Os furtos de veículos recu­aram 32,3% – baixaram de 770 para 521, ou 249 a menos em 151 dias deste ano. A média diária caiu de cinco para três casos. Na comparação entre os meses de maio, a queda em 2020 é de 48,5%, de 169 para 87, com 82 a menos. Os rou­bos de veículos caíram 49,3%, de 286 ocorrências para 145, ou 141 a menos nos primeiros cinco meses de 2020.

A média baixou de quase dois registros (1,9) para me­nos de um (0,9) por dia. Na comparação entre os meses de maio, a retração em 2020 che­ga a 75%, de 52 para 13. São 39 roubos de veículos a menos – fruto da quarentena estabeleci­da pelos decretos de calamida­de pública.

O índice de recuperação de veículos pelas polícias Civil e Militar despencou 68,3%, de 505 em cinco me­ses de 2019 para 160. São 345 a menos. A média diária recuou de três para um. Em maio deste ano, foram recu­perados 18 carros, motos e afins, contra 101 do quinto mês de 2019, recuo de 82,2% e 83 automóveis a menos.

Os casos de furtos em geral recuaram 29,3%. A incidên­cia baixou de 4.012 em cinco meses de 2019 para 2.836, re­dução de 1.176. A média caiu de 26 por dia para 19. Em maio deste ano a SSP-SP computou 412 ocorrências, contra 774 do mesmo mês do período ante­rior, queda de 46,8% e 362 de­núncias a menos.

As ocorrências de roubo – quando a vítima sofre ameaça (entram na estatística os de carga e a bancos) – recuaram 39,7%. Caíram de 1.437 em cinco meses do ano passado para 866 em 2020, com 571 a menos. A média diária baixou de quase dez (9,5) para seis (5,7). Na comparação entre os meses de maio, a retração é de 61,5%, de 265 para 102, com 163 a menos.

Comentários